Tarja do tema pergunte ao médico

Vídeo

Ansiedade não tem cura, mas tem tratamento

A psiquiatra Alexandrina Meleiro explica quais são os tratamentos mais eficazes

A ansiedade faz bem. Em pequenas doses, é o estímulo necessário para que o ser humano se prepare para situações estressantes e passe por elas com sucesso. Derivada do medo, cumpriu seu papel de garantir a sobrevivência da espécie. O problema está quando ela deixa de ser uma resposta natural do corpo humano para aparecer sem razão e com frequência cada vez maior. Quando isso acontece, passa a ser um distúrbio.

Os sintomas são conhecidos: sudorese, taquicardia, tremor, medo excessivo ou até paralisante. Em uma crise grave, a pessoa pode sentir náuseas e falta de ar. Pelo menos 3% dos adultos são afetados pela ansiedade durante um período de um ano, mas em alguns casos ela pode persistir por vários anos.

Não existe cura para o distúrbio, mas existe uma série de tratamentos bastante eficazes. A médica psiquiatra Alexandrina Meleiro explica quais são os principais e qual a eficácia de cada um, além de revelar quais hábitos devemos evitar para prevenir seu aparecimento.


Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados