Mais Lidas

  1. Justiça determina bloqueio do WhatsApp em todo o Brasil por 72 horas

    Vida Digital

    Justiça determina bloqueio do WhatsApp em todo o Brasil por 72 horas

  2. Casal que discutiu com José de Abreu comenta caso: ‘atitude repugnante’

    Entretenimento

    Casal que discutiu com José de Abreu comenta caso: ‘atitude...

  3. Jon Snow e o spoiler que todos já sabiam

    Entretenimento

    Jon Snow e o spoiler que todos já sabiam

  4. Justiça bloqueia bens do senador Lindbergh Farias

    Brasil

    Justiça bloqueia bens do senador Lindbergh Farias

  5. Morre Mauricio Spada e Souza, filho do desenhista Mauricio de Sousa

    Entretenimento

    Morre Mauricio Spada e Souza, filho do desenhista Mauricio de Sousa

  6. Comprar dólar em espécie fica mais caro a partir desta terça-feira

    Economia

    Comprar dólar em espécie fica mais caro a partir desta terça-feira

  7. Justiça decreta nova prisão do mensaleiro Henrique Pizzolato

    Brasil

    Justiça decreta nova prisão do mensaleiro Henrique Pizzolato

  8. Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

    Brasil

    Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

16 perguntas para entender o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade

A doença atinge até 5% das crianças brasileiras e, em boa parte dos casos, as acompanha até a vida adulta. Entender o distúrbio pode ajudar a tratá-lo melhor

- Atualizado em

O maior problema do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, o TDAH, é identificar corretamente seus sintomas. Normalmente são mais perceptíveis nos meninos, que manifestam o distúrbio mais claramente. As meninas costumam ser mais discretas, embora a doença as faça ir mal na escola e ter problemas de aprendizagem. Por isso, o diagnóstico correto é essencial para separar o caso de crianças que estão simplesmente agindo conforme sua idade das que realmente precisam de ajuda e eventualmente até medicação.

Déficit de atenção: 8 sinais aos quais os pais devem ficar atentos

A doença também vem preocupando adultos que pensam ter o distúrbio. Muitas vezes, não é o caso. O excesso de compromissos e tarefas profissionais podem levar as pessoas a manifestar alguns dos sintomas típicos da doença, mas isoladamente. Para realmente ser portador de TDAH, é preciso apresentar vários sintomas por um grande período de tempo. Uma das maiores especialistas do Brasil em TDAH, a psiquiatra Maria da Conceição Rosário, professora adjunta da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), esclarece as principais dúvidas sobre a doença, desde a sua identificação correta até o tratamento mais adequado. Ela também fala de como os pais podem facilitar a vida dos filhos no colégio e tranquiliza os adultos preocupados com o distúrbio.

Para assistir aos vídeos, clique nas perguntas:

(Com reportagem de Aretha Yarak) *O conteúdo destes vídeos é um serviço de informação e não pode substituir uma consulta médica. Em caso de problemas de saúde, procure um médico.

TAGs:
Unifesp
Pergunte ao Médico