Mais Lidas

  1. Moro, aplausos e um pedido: 'Prenda o Lula'

    Brasil

    Moro, aplausos e um pedido: 'Prenda o Lula'

  2. Ouça a conversa entre Ana Hickmann e fã que a atacou

    Entretenimento

    Ouça a conversa entre Ana Hickmann e fã que a atacou

  3. Na Argentina, Serra firma acordo de 'coordenação política'

    Brasil

    Na Argentina, Serra firma acordo de 'coordenação política'

  4. Argentina: jogador morre depois de receber golpes na cabeça

    Esporte

    Argentina: jogador morre depois de receber golpes na cabeça

  5. Sucessor de Jucá no Planejamento é citado na Zelotes

    Brasil

    Sucessor de Jucá no Planejamento é citado na Zelotes

  6. Jucá dá o troco em desafeto: 'Ele deveria entregar a mulher, que é procurada pela polícia'

    Brasil

    Jucá dá o troco em desafeto: 'Ele deveria entregar a mulher, que é...

  7. Novos áudios mostram que Jucá não falava sobre economia ao citar "sangria"

    Brasil

    Novos áudios mostram que Jucá não falava sobre economia ao citar...

  8. Temer confirma afastamento de Jucá

    Brasil

    Temer confirma afastamento de Jucá

Uma mulher muçulmana foi expulsa de comício de Trump

A aeromoça Rose Hamid fazia um protesto silencioso contra as declarações agressivas do pré-candidato, mas passou a ser alvo da hostilidade da plateia republicana

- Atualizado em

Rose Hamid foi hostilizada pelo público e escoltada para fora do local.
Candidato quer proibir a entrada de muçulmanos nos EUA.
A muçulmana Rose Hamid foi hostilizada pelo público e escoltada para fora do comício Candidato quer proibir a entrada de muçulmanos nos EUA.(Reprodução/CNN/VEJA)

Uma muçulmana foi expulsa de um comício da campanha presidencial de Donald Trump depois de ter feito um protesto silencioso contra o pré-candidato republicano, que pediu a proibição da entrada de muçulmanos nos Estados Unidos.

Imagens exibidas na televisão mostram um evento na Carolina do Sul no qual a mulher, Rose Hamid, uma aeromoça de 56 anos, que usava um hijab -- véu islâmico -- e uma camisa a frase: "Salam. Venho em paz".

Hamid permaneceu de pé em silêncio, enquanto Trump acusava os refugiados sírios de serem membros do grupo terrorista Estado Islâmico.

A mulher foi escoltada para fora do local, enquanto os simpatizantes de Trump exibiam cartazes com o nome do pré-candidato em direção a Rose.

Rose Hamid disse que um dos simpatizantes do magnata do setor imobiliário gritou para ela: "Tem uma bomba, tem uma bomba".

"Tudo ficou feio muito rápido e isto é muito assustador", disse Hamid ao canal CNN após o comício de sexta-feira à noite.

Trump, que lidera as pesquisas para a indicação republicana para a Casa Branca, provocou grande polêmica no mês passado, quando pediu a proibição temporária da entrada de muçulmanos nos Estados Unidos. Isto aconteceu depois que dois muçulmanos radicais cometeram um ataque na Califórnia que matou 14 pessoas.

Os críticos de Trump o acusam de estimular o ódio e a pré-candidata democrata Hillary Clinton afirmou que o empresário é o "principal recrutador" de extremistas do grupo Estado Islâmico.

Com AFP