Mais Lidas

  1. Lewandowski interferiu em processo para ajudar o PT e a presidente Dilma

    Brasil

    Lewandowski interferiu em processo para ajudar o PT e a presidente...

  2. Brasileiro que desenhava para a DC é demitido após comentário sobre caso de estupro

    Entretenimento

    Brasileiro que desenhava para a DC é demitido após comentário sobre...

  3. Presidente do Bradesco é indiciado pela Polícia Federal

    Economia

    Presidente do Bradesco é indiciado pela Polícia Federal

  4. Morte no Everest: 'Você se importa se eu continuar?'

    Mundo

    Morte no Everest: 'Você se importa se eu continuar?'

  5. Lula sabia que mensalão era propina, diz Corrêa em delação

    Brasil

    Lula sabia que mensalão era propina, diz Corrêa em delação

  6. Relator confirma pedido de cassação de Cunha, que age para afastar presidente do Conselho

    Brasil

    Relator confirma pedido de cassação de Cunha, que age para afastar...

  7. Janaina Paschoal: rotina de isolamento pós-impeachment

    Brasil

    Janaina Paschoal: rotina de isolamento pós-impeachment

  8. Temer escolhe Aloysio Nunes para líder do governo no Senado

    Brasil

    Temer escolhe Aloysio Nunes para líder do governo no Senado

Nelson Mandela deixa o hospital

- Atualizado em

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, hospitalizado por causa de dores abdominais, deixou o hospital neste domingo, anunciou a presidência. "Os médicos decidiram que poderia voltar para cada, porque o procedimento de diagnóstico que ele fez não mostrou nada de grave", afirma o comunicado oficial.

Anteriormente, a ministra da Defesa, Lindiwe Sisulu, informou que Mandela foi submetido a uma laparoscopia e passava bem. A laporoscopia é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo da cavidade abdominal com o laparoscópio, que é introduzido por uma incisão na parede abdominal.

"É um procedimento de diagnóstico", explicou a ministra, cujos serviços são responsáveis pela saúde dos ex-presidentes do país. "Ele está bem e se recupera da anestesia. Está bem de acordo com sua idade", acrescentou, enfatizando que "não teve nada de grave".

O presidente Jacob Zuma afirmou no sábado que o ícone da luta contra o apartheid ia receber alta neste domingo ou na segunda-feira.

(Com France-Presse)