Mais Lidas

  1. Luiza Brunet diz ter sido espancada pelo ex, Lírio Parisotto

    Entretenimento

    Luiza Brunet diz ter sido espancada pelo ex, Lírio Parisotto

  2. Movimentação financeira de 'garçom do Lula' foi 69 vezes superior aos seus rendimentos

    Brasil

    Movimentação financeira de 'garçom do Lula' foi 69 vezes superior...

  3. Doleiro ligado a Eduardo Cunha é preso em ação da Lava Jato em Brasília

    Brasil

    Doleiro ligado a Eduardo Cunha é preso em ação da Lava Jato em...

  4. STF suspende ações de juízes do Paraná contra o jornal 'Gazeta do Povo'

    Brasil

    STF suspende ações de juízes do Paraná contra o jornal 'Gazeta do...

  5. PF descobre laços impróprios entre Toffoli e empreiteiro do petrolão

    Brasil

    PF descobre laços impróprios entre Toffoli e empreiteiro do petrolão

  6. Kroton compra a Estácio e amplia domínio do setor de educação

    Economia

    Kroton compra a Estácio e amplia domínio do setor de educação

  7. Advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF

    Brasil

    Advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF

  8. Presidente das Filipinas pede que cidadãos “matem drogados”

    Mundo

    Presidente das Filipinas pede que cidadãos “matem drogados”

Mais de 66% dos venezuelanos querem que Maduro deixe a Presidência

- Atualizado em

O presidente venezuelano Nicolás Maduro durante apresentação do informe de gestão na Assembleia Nacional, em Caracas - 15/01/2016
O presidente venezuelano Nicolás Maduro durante apresentação do informe de gestão na Assembleia Nacional, em Caracas - 15/01/2016(Carlos Garcia Rawlins/Reuters)

Pouco menos de dois terços dos venezuelanos consideram que a presidência de Nicolás Maduro deve terminar neste ano, à medida que a oposição busca sua renúncia em meio a uma aguda crise econômica, mostrou uma pesquisa. O modelo econômico da Venezuela e a queda nos preços do petróleo, maior exportação do país, originaram um desabastecimento de todos os tipos de produtos, de arroz a contraceptivos, assim como uma inflação de três dígitos e uma profunda recessão.

No total, 63,6% dos venezuelanos dizem que Maduro deveria renunciar neste ano ou sofrer um referendo revogatório, contra 29,3% dos venezuelanos que querem que ele se mantenha no cargo até 2019, quando seu mandato terminará, de acordo com uma pesquisa vista pela Reuters no sábado. A grande maioria, 90,9%, dos entrevistados pela Datanalisis em fevereiro viu a situação do país como negativa.

Leia também

Falta de papel na Venezuela impede circulação de 17 jornais na Semana Santa

Crise energética paralisa Venezuela na Semana Santa

Obama está preocupado com a crise na Venezuela e cobra um 'governo legítimo'

Mas a aprovação de Maduro subiu para 33,1%, ante 32% em janeiro, com a pontuação negativa caindo para 63,4%, ante 66,4%. A vitória legislativa da oposição em dezembro tem polarizado novamente partes do país, e Maduro teve certo sucesso em rotular seus rivais políticos como elitistas incapazes de resolver a crise econômica.

(Com agência Reuters)

TAGs:
Nicolás Maduro
Venezuela