Mais Lidas

  1. Lewandowski interferiu em processo para ajudar o PT e a presidente Dilma

    Brasil

    Lewandowski interferiu em processo para ajudar o PT e a presidente...

  2. Secretário-geral da OEA invoca cláusula democrática por crise na Venezuela

    Mundo

    Secretário-geral da OEA invoca cláusula democrática por crise na...

  3. Doença que causa feridas e desfigura o rosto das vítimas está se espalhando no Oriente Médio

    Mundo

    Doença que causa feridas e desfigura o rosto das vítimas está se...

  4. Brasileiro que desenhava para a DC é demitido após comentário sobre caso de estupro

    Entretenimento

    Brasileiro que desenhava para a DC é demitido após comentário sobre...

  5. Conselho do MP nega pedido de Lula para afastar procurador da Lava Jato

    Brasil

    Conselho do MP nega pedido de Lula para afastar procurador da Lava...

  6. Comissão dá prazo de 20 dias para ministros de Temer se defenderem de acusações do PT

    Brasil

    Comissão dá prazo de 20 dias para ministros de Temer se defenderem...

  7. Ex-ministros de Dilma e ex-presidentes da Petrobras e Correios vão receber salário por 6 meses

    Brasil

    Ex-ministros de Dilma e ex-presidentes da Petrobras e Correios vão...

  8. Odebrecht assina pré-acordo de delação premiada

    Brasil

    Odebrecht assina pré-acordo de delação premiada

Governo holandês aprova proibição total do uso da burca

Antes da Holanda, França e Bélgica já aprovaram leis contra o uso do véu

- Atualizado em

Depois de França e Bélgica, Itália também proíbe as burcas
Depois de França e Bélgica, Holanda também proíbe as burcas e niqabs (foto)(Noah Seelam/AFP/VEJA)

Em comunicado divulgado nesta sexta-feira, o governo holandês anunciou que aprovou a proibição do uso de burca em lugares públicos. Está também vetado o uso de qualquer vestimenta que cubra totalmente o rosto, como o niqab. A medida foi sancionada pelo Conselho de Ministros, mas ainda tem que ser aprovada pelo Parlamento e pelo Senado para entrar em vigor.

No Congresso, a coalizão governista holandesa, composta por liberais e democratas-cristãos, conta com o apoio do partido de extrema-direita PVV, de Geert Wilders. No Senado, porém, o governo não tem maioria.

Uma nota oficial declarou: "A burca entorpece a comunicação pública e é contrária ao princípio de igualdade entre homens e mulheres". Embora seu uso seja justificado por razões religiosas, o comunicado diz que a prática mostra que esse tipo de indumentária não está ligada ao Islã, mas a tradições regionais e culturais. O governo afirma ainda que a medida protege a personalidade e os bons costumes da vida pública na Holanda.

Exceções - A lei, que prevê multa em caso de descumprimento, proíbe o uso da burca em prédios, transportes e demais lugares públicos, além de centros de ensino e hospitais. A medida não é válida para aviões que tenham que fazer escala em aeroportos holandeses. Também não será vetado o uso de vestimentas que cubram o rosto por motivos de saúde, segurança ou profissionais. Será permitido o uso dessas peças, ainda, em ocasiões como as festividades de São Nicolau, Carnaval e dentro de templos religiosos.

Em 2008, a Holanda já havia proibido funcionários do governo de usarem a burca em prédios públicos e escolas. Antes da Holanda, França e Bélgica já aprovaram leis contra o uso do véu islâmico.

(Com agência EFE)

TAGs:
Mundo Islâmico