Mais Lidas

  1. Sequestrador de Ana Hickmann foi ‘assassinado com crueldade e frieza’, diz irmã

    Entretenimento

    Sequestrador de Ana Hickmann foi ‘assassinado com crueldade e...

  2. Temer bate na mesa e diz que sabe o que fazer no governo: 'Eu tratava com bandidos'

    Brasil

    Temer bate na mesa e diz que sabe o que fazer no governo: 'Eu...

  3. Ouça a conversa entre Ana Hickmann e fã que a atacou

    Entretenimento

    Ouça a conversa entre Ana Hickmann e fã que a atacou

  4. Bruna Linzmeyer sensualiza após ataques homofóbicos no Instagram

    Entretenimento

    Bruna Linzmeyer sensualiza após ataques homofóbicos no Instagram

  5. PT obstrui votação e Câmara demora 6 horas para aprovar MP

    Brasil

    PT obstrui votação e Câmara demora 6 horas para aprovar MP

  6. Propina bancou viagem para Europa de esposa de Collor, diz doleiro

    Brasil

    Propina bancou viagem para Europa de esposa de Collor, diz doleiro

  7. Temer propõe limite ao gasto público com base na inflação do ano anterior

    Economia

    Temer propõe limite ao gasto público com base na inflação do ano...

  8. Jucá dá o troco em desafeto: 'Ele deveria entregar a mulher, que é procurada pela polícia'

    Brasil

    Jucá dá o troco em desafeto: 'Ele deveria entregar a mulher, que é...

EUA retornam à normalidade após nevasca que deixou 29 mortos

- Atualizado em

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


Os Estados Unidos começaram a voltar à normalidde após a forte nevasca provocada pela tempestade Jonas, que deixou pelo menos 29 mortos e paralisou várias cidades, incluindo Nova York e Washington. A histórica tempestade cobriu de neve o leste do país no final de semana e afetou cerca de 85 milhões de pessoas, o que equivale a 25% da população do país.

"Foi realmente uma tempestade histórica e, apesar de termos feito grandes avanços, ainda não terminamos o trabalho", afirmou o governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo

Mais de 11 mil voos foram cancelados nos três dias de tormenta, segundo o site especializado FlightAware. Os aeroportos de Nova York, Filadélfia, Washington e Baltimore começam a ser reabertos após a capital dos Estados Unidos e sua principal metrópole suspenderem todas as viagens.

Pelo menos 29 pessoas morreram pela tempestade, segundo autoridades locais. Muitos desses óbitos resultaram de acidentes de estrada e de ataques cardíacos durante a tentativa de remover a neve das ruas. Este foi caso de cinco vítimas em NY e em Long Island, relatou o governador de Nova York, Andrew Cuomo.

Leia mais:

Washington está paralisada por tempestade que já matou 23 pessoas nos Estados Unidos

Nevasca afeta 85 milhões de pessoas nos EUA; já são 15 mortos

Tempestade de neve paralisa Estado de Nova York

Mais de 200.000 casas ficaram sem energia elétrica, enquanto 2.200 oficiais da Guarda Nacional foram mobilizados.

A Meteorologia informou que a tempestade apelidada de 'Snowzilla', mistura de "snow" (neve, em inglês) e o nome do monstro do cinema Godzilla, deixou 56 centímetros de neve acumulada em Washington. Os 68 centímetros de neve que caíram em um único dia sobre o Central Park, em Nova York, representam a segunda maior marca desde o início dos registros, em 1869.

Os recordes de nevascas também foram quase batidos na Filadélfia e em Baltimore. Jonas foi acompanhada por rajadas de vento superiores a 80 km/h, que provocaram o temor de inundações em diversos pontos da costa do Atlântico, segundo o Serviço Meteorológico Nacional, enquanto as ruas em algumas localidades costeiras de Nova Jersey ficaram cobertas de água e gelo.

Na Broadway, os espetáculos foram retomados, e os museus de Nova York reabriram suas portas neste domingo. O trabalho de retirada da neve continua nas grandes avenidas da Big Apple. Em Washington, escritórios do governo e escolas permanecem fechados e o sistema de metrô funciona parcialmente.

(Com AFP)

TAGs:
Estados Unidos