América Latina

Chávez será operado por 'lesão' no mesmo lugar onde teve câncer

O presidente venezuelano Hugo Chávez: nova "lesão"

O presidente venezuelano Hugo Chávez: nova "lesão" (Leo Ramirez / AFP/VEJA)

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, anunciou nesta terça-feira que nos "próximos dias" deverá ser submetido a uma cirurgia para a retirada de uma "lesão" no mesmo lugar onde foi extirpado um tumor cancerígeno em 2011 e negou ter metástase, depois de ser examinado em Cuba.

"No exame em Havana foi detectada uma lesão no mesmo local de onde foi extraído o tumor há quase um ano. É uma lesão pequena de cerca de dois centímetros de diâmetro, nitidamente visível. Isso obriga a extração dessa lesão e nova intervenção cirúrgica", disse Chávez no canal oficial VTV.

Os exames "indicam que não tenho metástase em parte alguma", explicou o presidente venezuelano, de 57 anos, que negou estar morrendo e garantiu que se sente "em boas condições físicas" para "enfrentar esta batalha".

As declarações de Chávez interrompem vários dias de intensos rumores sobre o estado de saúde do presidente venezuelano nas redes sociais.

"Devo discutir com meus companheiros esta noite ou amanhã onde faremos a operação, temos várias possibilidades, acredito que certamente será nos próximos dias", acrescentou.

Chávez, que foi operado de um tumor cancerígeno no dia 20 de junho em Cuba e submetido a quatro sessões de quimioterapia em Havana e Caracas, dizia desde dezembro estar "plenamente recuperado" da enfermidade.

A próxima intervenção cirúrgica "supostamente é menos complicada que a anterior", disse Chávez.

O presidente, no poder desde 1999, buscará um terceiro mandato nas eleições presidenciais de outubro, frente ao candidato único da oposição, Henrique Capriles.

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados