Mais Lidas

  1. Luana Piovani tem nude disparado pelo marido

    Entretenimento

    Luana Piovani tem nude disparado pelo marido

  2. Pedro Corrêa faz relato contundente de envolvimento de Lula no petrolão

    Brasil

    Pedro Corrêa faz relato contundente de envolvimento de Lula no...

  3. "Não dói no útero, dói na alma", diz vítima de estupro coletivo no Rio

    Brasil

    "Não dói no útero, dói na alma", diz vítima de estupro coletivo no Rio

  4. Polícia tenta identificar bandidos que praticaram estupro coletivo em favela do Rio de Janeiro

    Brasil

    Polícia tenta identificar bandidos que praticaram estupro coletivo...

  5. Polícia pede a prisão de quatro suspeitos de estupro coletivo no Rio

    Brasil

    Polícia pede a prisão de quatro suspeitos de estupro coletivo no Rio

  6. Família de Johnny Depp 'odiava' Amber Heard

    Entretenimento

    Família de Johnny Depp 'odiava' Amber Heard

  7. STF acaba com a tramitação de processos ocultos na corte

    Brasil

    STF acaba com a tramitação de processos ocultos na corte

  8. China cria ônibus que 'passa por cima' de engarrafamentos

    Economia

    China cria ônibus que 'passa por cima' de engarrafamentos

Cães vão para o céu? Declaração do papa abre discussão

Associações de defesa dos animais celebraram uma declaração recente de Francisco que seria um atestado de que os animais vão para o paraíso. Assunto, como era de se esperar, é controverso

- Atualizado em

Um cão vestido como o papa participa da Parade Halloween Dog naTompkins Square em Nova York
Cachorro fantasiado de papa participa de desfile na Tompkins Square, em Nova York(Timothy A Clary/Getty Images/AFP)

É fato que praticamente tudo o que o sai da boca do líder da Igreja Católica vira tópico para longos debates. Ainda mais quando uma figura popular como a do papa Francisco é quem está diante dos fiéis, sem medo de tocar em temas tabus. Imagine então o alvoroço causado por uma fala de Francisco envolvendo animais?

A fala fez parte de uma recente catequese na Praça de São Pedro, na qual Francisco falou: "É bom pensar no Céu. Todos nos encontraremos lá, todos. (...) A Sagrada Escritura nos ensina que o cumprimento desse projeto maravilhoso não pode deixar de abranger tudo o que está ao nosso redor e que saiu do pensamento e do coração de Deus. O apóstolo Paulo afirma isso de forma explícita, quando diz que "também ela (a criação) será libertada do cativeiro da corrupção, para participar da gloriosa liberdade dos filhos de Deus".

O pontífice falou ainda da renovação do universo e ressaltou: "não se trata de aniquilar o cosmos e tudo o que nos circunda, mas de levar todas as coisas à sua plenitude de ser, de verdade e de beleza". O jornal Corriere della Sera destacou que as palavras do pontífice "ampliaram a esperança de salvação e beatitude escatológica dos animais e de toda a criação".

Leia também:

Papa condena 'violência bárbara' do Estado Islâmico

Mãe rebate Vaticano por críticas ao suicídio assistido da filha

Papa condena aborto e eutanásia e adverte: jogar com a vida é pecado

O resultado pôde logo ser verificado nas associações de defesa dos animais. "Minha caixa de mensagens ficou lotada", disse ao jornal The New York Times Christine Gutleben, diretora da Sociedade Humana, maior grupo de proteção animal dos Estados Unidos. "Quase imediatamente, todo mundo estava falando sobre isso".

Charles Camosy, professor de ética cristã da Universidade Fordham, em Nova York, considera difícil saber com precisão o que Francisco quis dizer, uma vez que ele falou "em linguagem pastoral que não é realmente feita para ser dissecada por acadêmicos". No entanto, questionado se as palavras do sumo pontífice haviam provocado debate sobre se os animais têm ou não têm alma e vão ou não vão para o céu, respondeu sem relutar: "Com certeza".

Contudo, teólogos advertiram para a animação em torno da fala de Francisco. "Todos nós dizemos que haverá uma continuidade entre este mundo e um mais alegre no futuro, mas também uma transformação", disse ao jornal britânico The Guardian Gianni Colzani, professor emérito de teologia na Pontifícia Universidade Urbaniana, em Roma. "O equilíbrio entre as duas coisas é que nós não estamos em condição de determinar. Por esta razão, eu acho que nós não devemos fazer o papa dizer mais do que ele disse".

O Corriere lembra que o tema é recorrente na Igreja Católica, e que o papa Paulo VI teria consolado um menino pela morte de seu cachorro dizendo que "um dia, vamos rever nossos animais na eternidade de Cristo". Por outro lado, o papa Bento XVI disse em uma homilia em 2007 que "em outras criaturas que não são chamadas à eternidade, a morte significa apenas o fim da vida sobre a Terra".

Vegetarianismo - O debate também envolve certa dose de oportunismo, com Sarah Withrow, diretora da organização pró-animais Peta, dizendo que as palavras de Francisco podem influenciar os hábitos de consumo dos católicos. "Eu não sou uma historiadora católica, mas o mote da Peta é que os animais não são nossos, e os cristãos concordam com isso. Os animais não são nossos, são de Deus", disse ao NYT.

Dave Warner, porta-voz do Conselho Nacional de Produtores de Suínos, rebateu: "Como aconteceu com outras coisas que o papa Francisco disse, seus comentários recentes sobre todos os animais irem para o céu foram mal interpretados. Eles certamente não significam que abater e comer animais é pecado".

Dez conselhos do papa Francisco para ser feliz

TAGs:
Papa Francisco
Vaticano
Cães
Vegetarianismo