Mais Lidas

  1. Temer revoga decreto de Dilma e restitui poder às Forças Armadas

    Brasil

    Temer revoga decreto de Dilma e restitui poder às Forças Armadas

  2. 'Hulk iraniano': halterofilista quer combater o Estado Islâmico

    Mundo

    'Hulk iraniano': halterofilista quer combater o Estado Islâmico

  3. Funaro ameaçou atear fogo em casa de delator com os filhos dentro, diz PGR

    Brasil

    Funaro ameaçou atear fogo em casa de delator com os filhos dentro,...

  4. Como o médium João de Deus venceu o câncer

    Brasil

    Como o médium João de Deus venceu o câncer

  5. PF descobre laços impróprios entre Toffoli e empreiteiro do petrolão

    Brasil

    PF descobre laços impróprios entre Toffoli e empreiteiro do petrolão

  6. Muro da mansão de Zuckerberg no Havaí irrita moradores locais

    Mundo

    Muro da mansão de Zuckerberg no Havaí irrita moradores locais

  7. Advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF

    Brasil

    Advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF

  8. Ex de Luiza Brunet se defende: 'Versão distorcida'

    Entretenimento

    Ex de Luiza Brunet se defende: 'Versão distorcida'

UFC: Weidman x Lyoto é remarcado para o dia 5 de julho

Campeão dos médios sofreu lesão no joelho e vai precisar de cirurgia

- Atualizado em

UFC 168: Anderson Silva x Chris Weidman
O americano Chris Weidman é o atual detentor do cinturão do peso médio(Donald Miralle/Zuffa LLC/Getty Images/VEJA)

O UFC anunciou nesta segunda-feira que o campeão dos médios Chris Weidman sofreu uma lesão no joelho e vai precisar de uma pequena intervenção cirúrgica. Assim, a luta do americano contra o brasileiro Lyoto Machida, pelo UFC 173, na MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, agendada para 24 de maio, foi remarcada para 5 de julho, no mesmo local - pelo UFC 175.

Para suprir a ausência do confronto entre Weidman e Machida, o UFC terá de escolher uma nova luta principal para o evento de maio, que conta com o peso-pesado Junior Cigano enfrentado o americano Stipe Miocic.

Leia também:

UFC Natal: Henderson vence, quebrando nariz de Shogun

Maurício Shogun e Henderson reeditam duelo lendário

Natal: torcida tenta intimidar estrangeiros na pesagem

Cigano é escalado para o card de Machida x Weidman​

Anderson fecha com agência de Woody Allen e Pacino

'Desisti do TRT, mas não da luta', afirma Vitor Belfort

A defesa de cinturão de Weidman - a primeira desde a segunda vitória sobre Anderson Silva, em dezembro de 2013 - foi marcada inicialmente contra Vitor Belfort. No entanto, a Comissão Atlética de Nevada, e posteriormente o próprio UFC, vetou o uso do tratamento de reposição de testosterona, conhecido pela sigla TRT, e o brasileiro, que faz uso da recomposição hormonal, foi retirado da luta. Em seu lugar, o UFC decidiu apostar em outro brasileiro, e o carateca Lyoto Machida passou a ser o desafiante ao cinturão.

TAGs:
Chris Weidman
UFC