UFC: Weidman x Lyoto é remarcado para o dia 5 de julho

Campeão dos médios sofreu lesão no joelho e vai precisar de cirurgia

- Atualizado em

UFC 168: Anderson Silva x Chris Weidman
O americano Chris Weidman é o atual detentor do cinturão do peso médio(Donald Miralle/Zuffa LLC/Getty Images/VEJA)

O UFC anunciou nesta segunda-feira que o campeão dos médios Chris Weidman sofreu uma lesão no joelho e vai precisar de uma pequena intervenção cirúrgica. Assim, a luta do americano contra o brasileiro Lyoto Machida, pelo UFC 173, na MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, agendada para 24 de maio, foi remarcada para 5 de julho, no mesmo local - pelo UFC 175.

Para suprir a ausência do confronto entre Weidman e Machida, o UFC terá de escolher uma nova luta principal para o evento de maio, que conta com o peso-pesado Junior Cigano enfrentado o americano Stipe Miocic.

Leia também:

UFC Natal: Henderson vence, quebrando nariz de Shogun

Maurício Shogun e Henderson reeditam duelo lendário

Natal: torcida tenta intimidar estrangeiros na pesagem

Cigano é escalado para o card de Machida x Weidman​

Anderson fecha com agência de Woody Allen e Pacino

'Desisti do TRT, mas não da luta', afirma Vitor Belfort

A defesa de cinturão de Weidman - a primeira desde a segunda vitória sobre Anderson Silva, em dezembro de 2013 - foi marcada inicialmente contra Vitor Belfort. No entanto, a Comissão Atlética de Nevada, e posteriormente o próprio UFC, vetou o uso do tratamento de reposição de testosterona, conhecido pela sigla TRT, e o brasileiro, que faz uso da recomposição hormonal, foi retirado da luta. Em seu lugar, o UFC decidiu apostar em outro brasileiro, e o carateca Lyoto Machida passou a ser o desafiante ao cinturão.

TAGs:
Chris Weidman
UFC