UFC Goiânia: Belfort enfrenta último teste antes do cinturão

Aos 36 anos, o carioca deverá disputar o título se vencer na noite deste sábado

Por: Davi Correia, de Goiânia - Atualizado em

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


O brasileiro precisa ter cuidado com as quedas de wrestling do rival Dan Henderson, ex-campeão do Pride e Strikeforce. O americano fará de tudo para derrubar o carioca

O brasileiro Vitor Belfort fará sua terceira luta consecutiva no país na noite deste sábado, no UFC em Goiânia, o último evento do torneio no Brasil em 2013. O adversário é o americano Dan Henderson, 43 anos. Com um excelente retrospecto recente - cinco vitórias nas últimas sete lutas, com derrotas apenas para os campeões Anderson Silva e Jon Jones -, o carioca de 36 anos lutará na categoria meio-pesado, mas a vitória deve garantir uma chance de disputar o cinturão dos médios em 2014 (o atual campeão da divisão é o americano Chris Weidman, que luta contra Anderson Silva em dezembro). Já na reta final da carreira, talvez essa seja a última grande chance de Belfort conquistar mais um título do UFC (ele já foi campeão dos pesados e dos meio-pesados). Na segunda luta mais importante da noite, Cezar Mutante e Daniel Sarafian fazem o duelo que os fãs tanto esperavam na final da primeira edição brasileira do reality show The Ultimate Fighter (Sarafian se lesionou durante os treinos e o combate acabou não acontecendo).

Leia também:

UFC em Goiânia decidirá os rumos de Belfort e Henderson

UFC: pesagem em Goiânia teve torcida fria e sem emoção

Dana White: Belfort está a uma vitória de disputar o título

A assessoria do UFC não revela os números da bilheteria, mas restam poucos ingressos para a noite de lutas deste sábado - até a sexta, estavam disponíveis apenas as entradas mais baratas (e mais distantes do octógono). Localizada ao lado do Estádio Serra Dourada, a Goiânia Arena tem capacidade para cerca de 10.000 torcedores. Qualquer que seja o público total da noite, o certo é que a imensa maioria estará torcendo pelo carioca Vitor Belfort, que entra como favorito no duelo. O brasileiro precisa ter cuidado com as quedas de wrestling do rival Dan Henderson, ex-campeão do Pride e Strikeforce. O americano fará de tudo para derrubar o carioca e aproveitar o ground and pound para sair vitorioso. Belfort, contudo, garante que não deixará isso acontecer. Com belas vitórias em seus dois últimos combates (chute alto em Michael Bisping e chute rodado em Luke Rockhold), o brasileiro deve continuar agressivo no octógono para conseguir mais uma vez acabar com a luta por nocaute ainda nos primeiros rounds. Se vencer, Vitor Belfort tem a palavra de Dana White de que será o próximo desafiante ao cinturão dos médios.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Na segunda luta mais importante deste sábado, os dois destaques da primeira edição do The Ultimate Fighter finalmente ficarão frente a frente. Pupilo de Vitor Belfort, o mineiro Cezar Mutante foi campeão do programa depois de vencer Serginho Moraes. Mas seu adversário deveria ser o paulista Daniel Sarafian, aluno de Demian Maia, que se lesionou nos treinos. Desde que encerraram a primeira temporada do reality show brasileiro, em junho de 2012, os dois eram frequentemente questionados sobre a luta, mas sempre evitavam falar sobre o assunto. Antes de o confronto ser confirmado, Mutante voltou ao UFC e venceu Thiago Marreta, enquanto Sarafian perdeu para CB Dollaway em sua estreia, mas depois finalizou Eddie Mendez. Outra luta esperada pelos fãs é a do argentino Santiago Ponzinibbio, que se classificou para a final da segunda temporada brasileira do The Ultimate Fighter, mas ficou fora da disputa por causa de lesão. Ponzinibbio enfrenta o americano Ryan LaFlare, nos médios. O UFC já confirmou que pretende desembarcar na Argentina nos próximos anos e uma vitória do atleta pode ser positiva para os negócios do torneio na América do Sul.

UFC: o que vem por aí em 2013 e 2014

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


TAGs:
UFC
Vitor Belfort