Mais Lidas

  1. Sequestrador de Ana Hickmann foi ‘assassinado com crueldade e frieza’, diz irmã

    Entretenimento

    Sequestrador de Ana Hickmann foi ‘assassinado com crueldade e...

  2. Ouça a conversa entre Ana Hickmann e fã que a atacou

    Entretenimento

    Ouça a conversa entre Ana Hickmann e fã que a atacou

  3. Aliados de Dilma entram em campo para impedir votação da nova meta

    Brasil

    Aliados de Dilma entram em campo para impedir votação da nova meta

  4. Temer bate na mesa e diz que sabe o que fazer no governo: 'Eu tratava com bandidos'

    Brasil

    Temer bate na mesa e diz que sabe o que fazer no governo: 'Eu...

  5. Bruna Linzmeyer sensualiza após ataques homofóbicos no Instagram

    Entretenimento

    Bruna Linzmeyer sensualiza após ataques homofóbicos no Instagram

  6. Jucá dá o troco em desafeto: 'Ele deveria entregar a mulher, que é procurada pela polícia'

    Brasil

    Jucá dá o troco em desafeto: 'Ele deveria entregar a mulher, que é...

  7. Gilmar Mendes presidirá 2ª Turma do STF, responsável por julgar Lava Jato

    Brasil

    Gilmar Mendes presidirá 2ª Turma do STF, responsável por julgar...

  8. Moro, aplausos e um pedido: 'Prenda o Lula'

    Brasil

    Moro, aplausos e um pedido: 'Prenda o Lula'

UFC 156: Demian usa jiu-jitsu, vence e sobe na categoria

Ao derrotar o duro Jon Fitch por pontos, o brasileiro entra na fila do cinturão

- Atualizado em

Jon Fitch e Demian Maia na pesagem do UFC 156, em Las Vegas
Jon Fitch e Demian Maia na pesagem do UFC 156, em Las Vegas(Josh Hedges/Zuffa LLC/Divulgação/VEJA)

A primeira luta envolvendo um brasileiro no card principal do UFC 156, na madrugada deste domingo, em Las Vegas, colocou frente a frente um especialista em finalizações, Demian Maia, e um atleta conhecido por sua notável capacidade em escapar delas, o americano Jon Fitch. Confirmando as expectativas, o encontro, na categoria peso meio-médio, foi exatamente assim: Demian passou a luta toda tentando imobilizar o oponente enquanto Fitch resistia e buscava escapar do jiu-jitsu do brasileiro. O americano manteve o retrospecto de não ser finalizado, mas o domínio de Demian nos três rounds foi tão claro que rendeu ao brasileiro uma vitória por decisão unânime dos juízes. É a terceira vitória consecutiva do brasileiro desde que ele desceu de categoria - e Demian agora figura entre os possíveis candidatos a uma disputa de título entre os meio-médios (o canadense Georges St-Pierre é o campeão).

Leia também:

UFC enfim cria ranking - mas Dana é quem vai decidir lutas

Franquia faz mistério sobre cidade do próximo evento no Brasil

As revanches que cativam os fãs de MMA (e rendem milhões)

Por que Anderson Silva é o 'Jon Jones' de Georges St-Pierre

UFC abre as portas para mulheres. Ronda Rousey é a primeira O card principal da noitada de lutas no hotel Mandalay Bay começou com o duelo entre Joseph Benavidez e Ian McCall. Depois de três rounds muito equilibrados, Benavidez foi declarado vencedor por decisão dos juízes. No card preliminar, o brasileiro Gleison Tibau começou bem seu combate, mas acabou perdendo para o americano Evan Dunham, também por pontos. Antes, Tyron Woodley nocauteou Jay Hieron logo no primeiro minuto do primeiro round; Bobby Green derrotou Jacob Volkmann por finalização no terceiro round; Isaac Vallie-Flagg derrotou Yves Edwards por decisão dos juízes; Dustin Kimura derrotou Chico Camus por finalização no terceiro round; e Francisco Rivera nocauteou Edwin Figueroa no segundo round. Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

TAGs:
UFC