Mais Lidas

  1. O PT assaltou até funcionários públicos endividados

    Brasil

    O PT assaltou até funcionários públicos endividados

  2. Gospel Ana Paula Valadão é criticada por foto no velório da avó

    Entretenimento

    Gospel Ana Paula Valadão é criticada por foto no velório da avó

  3. Zezé Di Camargo alfineta Wesley Safadão: 'Emergente'

    Entretenimento

    Zezé Di Camargo alfineta Wesley Safadão: 'Emergente'

  4. Pronto, os ingleses falaram. E falaram grosso

    Mundo

    Pronto, os ingleses falaram. E falaram grosso

  5. Entenda a diferença entre Inglaterra, Grã-Bretanha e Reino Unido

    Mundo

    Entenda a diferença entre Inglaterra, Grã-Bretanha e Reino Unido

  6. Laura Keller provoca Simony, a 'surtada', pelo Instagram

    Entretenimento

    Laura Keller provoca Simony, a 'surtada', pelo Instagram

  7. Delator de Paulo Bernardo intermediou negócio milionário após viagem oficial com Lula à África

    Brasil

    Delator de Paulo Bernardo intermediou negócio milionário após...

  8. Derrota no 'Power Couple' faz Simony perder a linha

    Entretenimento

    Derrota no 'Power Couple' faz Simony perder a linha

Scott Dixon vence prova marcada por paralisação e problemas na pista

- Atualizado em

Em corrida marcada pela péssima condição do circuito de Belle Isle, em Detroit, quem levou a melhor foi o neozelandês Scott Dixon. Neste domingo, o piloto da Chip Ganassi largou na pole position e liderou todas as voltas, cruzando a linha de chegada na primeira colocação. Dario Franchitti e Simon Pagenaud completaram o pódio. Já Tony Kanaan, da KV Racing, foi o melhor brasileiro, terminando na sexta posição.

Na 45volta, a direção da prova interrompeu a sexta etapa desta temporada por falta de segurança na pista. Os remendos para diminuir as ondulações no traçado foram se desfazendo ao longo da corrida e o acidente de James Hinchcliffe na volta 39 motivou a decisão dos organizadores.

Com a paralisação, operários começaram a trabalhar para consertar as imperfeições e, após duas horas, a condição do asfalto foi reavaliada e o os pilotos foram liberados para completar a prova em 15 voltas, diminuindo a previsão inicial, que era de 90 voltas. Quando a etapa de Detroit foi interrompida, Scott Dixon era o primeiro, Will Power era o segundo e Simon Pagenaud era o terceiro. Entre os brasileiros, Kanaan era o quarto e Helio Castroneves era o quinto, sendo que Rubens Barrichello já havia abandonado.

Na relargada, Castroneves rodou, precisou trocar o bico de seu carro e causou nova interrupção. Já na volta 51, em nova relargada, Franchitti foi quem se deu melhor e subiu quatro posições, chegando a segunda colocação e garantindo dobradinha da Ganassi pela segunda vez consecutiva.