- Atualizado em

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


A edição deste ano do Salão de Detroit, nos Estados Unidos, tem um significado especial. Ela marca a retomada da indústria automobilística americana após a grave crise que atingiu a economia dos EUA em setembro de 2008 e que provocou um tsunami no setor. Entre as consequências do colapso econômico estão o fechamento de dezenas de fábricas no país, o corte de milhares de postos de trabalho e o socorro financeiro concedido pelo governo Barack Obama ao grupo General Motors, um dos mais tradicionais do país e que esteve bem perto da falência. Uma prova da superação das montadoras locais é o volume de emplacamentos de automóveis novos registrado em 2012: 14,5 milhões, o melhor resultado nos últimos cinco anos e o que faz as montadoras respirarem aliviadas. Os organizadores do Salão de Detroit, que abre as portas ao público neste sábado, prometem mais de 50 lançamentos, a maioria mundiais, e parte deles terá como destino final o Brasil.

Leia também:

Os 20 modelos mais vendidos nos EUA em 2012

Os carrões de Cristiano Ronaldo, viciado em velocidade

Lamborghini Sesto Elemento: só 20 no mundo. A R$ 5 milhões cada

EcoSport ganha câmbio automático e tração 4x4: preços vão de R$ 63.390 a R$ 74.590

Test drive: o novo EcoSport, todo novo mesmo, e bem melhor

Os modelos que saíram de linha em 2012

Os modelos que estarão nas lojas brasileiras em breve

As últimas informações sobre lançamentos, recall, test drives e mercado

Acompanhe VEJA Esportes no Facebook

Siga VEJA Esportes no Twitter

TAGs:
Ferrari
Mercedes Benz
Nissan
Bentley
BMW
Carro
Hyundai
Porsche
Toyota
Chevrolet
Ford
Honda
Volkswagen