Tarja do tema UFC

UFC 140

Lyoto Machida disputa título com Jon Jones na luta principal

Carateca brasileiro tenta recuperar o cinturão da categoria meio-pesado contra o melhor lutador do ano; Minotauro e Minotouro Nogueira enfrentam ex-campeões

Lyoto Machida venceu o brasileiro Maurício Shogun, no UFC 104

Lyoto Machida venceu o brasileiro Maurício Shogun, no UFC 104 (Jon Kopaloff/Getty/VEJA)

As três principais lutas deste sábado no UFC 140, penúltimo evento do maior torneio de artes marciais mistas do mundo, em Toronto (Canadá), terão brasileiros no octógono. No confronto mais esperado, Lyoto Machida tentará recuperar o cinturão da categoria meio-pesado do americano Jon Jones, que defende o título pela segunda vez. Os irmãos Nogueira, Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro, enfrentarão, respectivamente, Frank Mir e Tito Ortiz – em confrontos que podem resultar em aposentadoria dos prededores.

Lyoto Machida tornou-se campeão do UFC com 15 lutas sem derrota, após vencer Rashad Evans, no UFC 98, em 2009 - perdeu o título para outro brasileiro, Mauriíco shogun no UFC 113, em 2010. É especialista em caratê, e ainda tem boas habilidades de muay thai e jiu-jitsu. Seu adversário neste sábado é considerado um fenômeno e tornou-se campeão aos 24 anos, com sete vitórias e uma derrota: Jon Jones é especialista em wrestling e superou Anderson Silva ao ser eleito o melhor lutador de 2011 no Oscar do MMA. Lyoto Machida disse que tem uma surpresa para Jon Jones, que é agressivo e distribui com velocidade cotoveladas e joelhadas.
 
A luta antes da principal deve ser entre Rodrigo Minotauro e Frank Mir. Dana White estava quase aposentando o brasileiro, mas concedeu uma chance no UFC Rio, em agosto. Em recuperação de várias lesões, Minotauro nocauteou Brendan Schaub e está embalado para a revanche contra Mir, que o venceu no UFC 92, em 2008.
 
Irmão gêmeo de Minotauro, Rogério Minotouro vem de duas derrotas seguidas e pode se aposentar se não vencer Tito Otiz. O baiano de 35 anos disse estar confiante e pensa em nocaute. Ortiz – que era empresariado pelo presidente do UFC, Dana White, antes dele assumir a franquia – vem de derrota e também já disse que pensa em aposentadoria após o confronto.

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados