Mais Lidas

  1. Polícia tenta identificar bandidos que praticaram estupro coletivo em favela do Rio de Janeiro

    Brasil

    Polícia tenta identificar bandidos que praticaram estupro coletivo...

  2. China cria ônibus que 'passa por cima' de engarrafamentos

    Economia

    China cria ônibus que 'passa por cima' de engarrafamentos

  3. STF dá prazo de cinco dias para Temer se explicar sobre reforma administrativa

    Brasil

    STF dá prazo de cinco dias para Temer se explicar sobre reforma...

  4. Polícia pede a prisão de quatro suspeitos de estupro coletivo no Rio

    Brasil

    Polícia pede a prisão de quatro suspeitos de estupro coletivo no Rio

  5. Alexandre de Moraes: 'Todos serão investigados'

    Brasil

    Alexandre de Moraes: 'Todos serão investigados'

  6. Ex-ator mirim sobre pedofilia em Hollywood: ‘Fui molestado por várias pessoas’

    Entretenimento

    Ex-ator mirim sobre pedofilia em Hollywood: ‘Fui molestado por...

  7. Família de Johnny Depp 'odiava' Amber Heard

    Entretenimento

    Família de Johnny Depp 'odiava' Amber Heard

  8. Em gravação, Renan orienta defesa de Delcídio sobre processo no Senado

    Brasil

    Em gravação, Renan orienta defesa de Delcídio sobre processo no Senado

Kubica projeta retorno à F-1 para antes de 2012

- Atualizado em

O polonês Robert Kubica falou pela primeira vez sobre o seu possível retorno à Fórmula 1. O piloto da Renault continua seu lento processo de recuperação do gravíssimo acidente que sofreu durante uma prova de rali, em fevereiro na Itália, mas projetou sua volta aos monopostos da categoria para a próxima temporada.

Kubica pretende reassumir o posto na equipe francesa logo no início de 2012. Substituído pelo alemão Nick Heidfeld, ele não tem previsão de alta médica, mas já pensa em fazer o primeiro teste assim que tiver condições físicas o suficiente.

'Nós teremos que esperar até o primeiro teste em 2012', afirmou o piloto, que acredita que o acidente não iráatrapalhar sua volta. 'Acho que não vai, eu não tenho nenhuma lembrança, sei apenas das consequências que ele causou. Então, para mim fica como se ele nunca tivesse acontecido', explicou, em entrevista ao diário britânico 'Autosport'.

Robert enalteceu a sua atual forma na recuperação. Cinco meses após a forte colisão na barra de proteção, ele está contente com o resultado do tratamento. No entanto, não quer queimar etapas em seu processo de retorno à melhor condição física.

'Fisicamente ainda estou um pouco fraco, mas meu estado geral é bom. Meu peso já voltou ao normal, e na semana passada consegui andar sem ajuda. No geral, eu me sinto muito bem. Ainda é cedo para eu ter uma projeção do momento do meu retorno, mas o importante é o resultado final, e não ter pressa', recomendou.