Mais Lidas

  1. Luiza Brunet diz ter sido espancada pelo ex, Lírio Parisotto

    Entretenimento

    Luiza Brunet diz ter sido espancada pelo ex, Lírio Parisotto

  2. Movimentação financeira de 'garçom do Lula' foi 69 vezes superior aos seus rendimentos

    Brasil

    Movimentação financeira de 'garçom do Lula' foi 69 vezes superior...

  3. Doleiro ligado a Eduardo Cunha é preso em ação da Lava Jato em Brasília

    Brasil

    Doleiro ligado a Eduardo Cunha é preso em ação da Lava Jato em...

  4. STF suspende ações de juízes do Paraná contra o jornal 'Gazeta do Povo'

    Brasil

    STF suspende ações de juízes do Paraná contra o jornal 'Gazeta do...

  5. PF descobre laços impróprios entre Toffoli e empreiteiro do petrolão

    Brasil

    PF descobre laços impróprios entre Toffoli e empreiteiro do petrolão

  6. Kroton compra a Estácio e amplia domínio do setor de educação

    Economia

    Kroton compra a Estácio e amplia domínio do setor de educação

  7. Advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF

    Brasil

    Advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF

  8. Presidente das Filipinas pede que cidadãos “matem drogados”

    Mundo

    Presidente das Filipinas pede que cidadãos “matem drogados”

Juiz flamenguista faz piada com Vasco em sentença

Torcedor pede indenização por ter o sinal de TV interrompido durante exibição dos jogos, e juiz diz que caso não é tão grave para times que foram rebaixados

- Atualizado em

juíz
Juiz deixa claro na sentença preferência pelo flamengo(Thinkstock/VEJA)

Um torcedor do Vasco entrou na Justiça contra uma empresa de TV por assinatura que interrompeu os serviços de transmissão do Campeonato Brasileiro alegando falta de documentação. Elizeu Passos Caldas, que garante ter cumprido todas as exigências, pediu indenização por danos morais por não ter conseguido assistir aos jogos do seu time na televisão.

O juiz André Luiz Nicolitt deferiu o pedido - mas "em termos". Segundo o magistrado, o dano é menor porque o Vasco já foi rebaixado. "Não é possível comparar a frustração de não poder ver um jogo de times que já frequentaram a segunda ou terceira divisão com aqueles que nunca estiveram nestes submundos", diz a sentença.

Ainda de acordo com Nicolitt, o valor de indenização poderia ser maior se o torcedor autor da ação fosse flamenguista. "Exemplificando, se fosse o Fluminense, por ter jogado a terceira (divisão), valor ínfimo, o Vasco e Botafogo, por terem jogado a segundona, um pouco maior, já o glorioso Clube Regatas do Flamengo, que jamais frequentou ou frequentará tais submundos, o dano seria expressivo".

A empresa de TV por assinatura foi indenizada a pagar 2.000 reais - quantia considerada "razoável" pelo magistrado.

TAGs:
Brasileirão
Flamengo
Vasco da Gama
Rio de Janeiro
Justiça