Futebol

Guardiola ganhou 13 de 16 títulos possíveis desde 2008

Guardiola, técnico do Barcelona, em entrevista coletiva no Japão, onde o time catalão disputa o Mundial de Clubes da Fifa

Guardiola, técnico do Barcelona, em entrevista coletiva no Japão, onde o time catalão disputa o Mundial de Clubes da Fifa (Toru Yamanaka/AFP/VEJA)

O Mundial de Clubes conquistado pelo Barcelona neste domingo com a goleada sobre o Santos por 4 a 0 é o 13º título em 16 possíveis desde que Josep Guardiola assumiu a equipe, em junho de 2008. Com uma capacidade infinita para reinventar conceitos táticos e para recompor o elenco temporada após temporada, Guardiola tirou o melhor do Barça até transformá-lo em uma equipe praticamente imbatível e afastada das históricas turbulências internas do passado.

Bebendo da fonte de Johan Cruyff, seu ex-treinador e mentor na equipe catalã, Guardiola superou o mestre em agosto quando levou o time ao 12º título desde sua chegada: a Supercopa da Europa, conquistada na final contra o Porto. O ano de 2011 termina de forma gloriosa para os torcedores do clube catalão. O título em Yokohama neste domingo foi o quinto de seis disputados. Antes, o Barcelona havia conquistado o Campeonato Espanhol, a Liga dos Campeões e as Supercopas da Espanha e da Europa. O Real Madrid, na Copa do Rei, foi quem frustrou a expectativa de uma temporada perfeita por parte do Barça.

Essa derrota impediu o time catalão de igualar sua performance em 2009, quando ganhou todas as competições que disputou (Espanhol, Copa do Rei, Liga dos Campeões, Supercopas da Europa e da Espanha e o Mundial de Clubes). Os três únicos títulos que o Barcelona perdeu desde junho de 2008 são duas Copas do Rei e uma Liga dos Campeões. Além da derrota para o Real Madrid em 2011, o time perdeu para o Sevilla nas oitavas de final da Copa na campanha 2009-2010, e para a Inter de Milão nas semifinais da Liga dos Campeões daquela mesma temporada.

Neste tempo, o Barcelona bateu recordes de pontos, de vitórias fora de casa, de confiabilidade defensiva e mostrou um estilo diferente e vistoso de jogo reconhecido mundialmente. Com Guardiola, o Barcelona deu um salto quantitativo e qualitativo. Conquistou três edições do Campeonato Espanhol, aumentando de 18 a 21 seu número de títulos nesta competição; levantou dois troféus de Liga dos Campeões (em toda sua história havia vencido também duas vezes); dois Mundiais de Clubes (não tinha nenhum antes da chegada do técnico), três Supercopas da Espanha (tinha ganhado oito); duas Supercopas da Europa (havia vencido duas) e uma Copa do Rei (o Barça soma agora 25).

Leia também
Neymar diz que Santos recebeu uma aula do Barcelona
Estatísticas provam domínio do Barcelona nos fundamentos
Estatísticas provam domínio do Barcelona nos fundamentos
Barça alcança maior diferença em final única de Mundial
Messi é eleito melhor do Mundial e Neymar fica em 3º

(Com agência EFE)

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados