Tarja Seleção Brasileira

Futebol

Em jogo fraco, Messi vence amistoso Brasil x Argentina

Seleção saiu jogando com Neymar, Robinho e Ronaldinho. Argentina não se assustou

De nada adiantou o técnico Mano Menezes tentar pressionar a Argentina e sair jogando com três atacantes com a qualidade de Neymar, Robinho e Ronaldinho Gaúcho. A Argentina teve apenas com o talento e coragem de Messi, autor do único gol da partida, pouco depois dos 46 minutos do segundo tempo. Numa bola ganha no meio de campo, ele recebeu o passe, pela direita, driblou os zagueiros brasileiros e chutou cruzado com o pé esquerdo, uma de suas jogadas preferidas.
 
O jogo foi fraco, os três atacantes “natos” do Brasil não foram eficientes. O jovem Neymar caiu várias vezes (e só uma vez a falta foi marcada), Robinho deu dois chutes para fora e nenhum drible, e Ronaldinho Gaúcho bateu três faltas sem perigo. Em uma jogada, pegou uma sobra dentro da área e tocou de calcanhar quando poderia tentar virar e chutar. Difícil dizer quem foi pior.
 
A jogada de ataque mais eficiente e mais bonita da partida, até o gol argentino, foi o passe da entrada da área que o zagueiro David Luiz tocou para o lateral Daniel Alves, que chutou forte e acertou a bola no travessão, aos 11 minutos do primeiro tempo.
 
Apesar da derrota, foi um bom teste para a seleção, que teve pela frente, apesar de desfalcada, uma equipe guerreira, forte, que marcou firme e não teve medo de arriscar jogadas. Em nenhum momento o suposto brilho dos atacantes brasileiros foi maior que a determinação argentina. Nada do futebol previsível de Estados Unidos, Irã ou Ucrânia, os três amistosos anteriores vencidos com facilidade pelos brasileiros.
 
O resultado não interessa – disseram os dois treinadores durante a semana -, e o que vale mesmo é o andamento do trabalho de renovação das duas equipes. No qual a Argentina sai na frente, porque afinal a medição deste trabalho é o resultado dos jogos.
 
Brasil: Victor, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e André Santos; Lucas, Ramires (Jucilei) e Elias; Robinho, Neymar (André) e Ronaldinho (Douglas). Técnico: Mano Menezes
 
Argentina: Romero, Zanetti, Burdisso, Pareja, Heinze; Mascherano, Pastore (D’Alessandro), Banega; Messi, Di Maria, Higuain (Lavezzi). Técnico: Sergio Batista
 
Árbitros: Abdala Balideh; auxiliares Mohammad Dharman e Hassan Thawad
Local: Khalifa International Stadium – Doha
Cartão amarelo: Mascherano
Gol: Messi, 46 minutos do segundo tempo

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados