Tarja para o tema Real Madrid x Barcelona

Futebol

Desfalcado, Real inicia duelo com Barça na Copa do Rei

Primeiro jogo da semifinal acontece em Madri. Time da casa tem 5 ausências

Lionel Messi e Cristiano Ronaldo durante clássico no Camp Nou, pelo Campeonato Espanhol

Lionel Messi e Cristiano Ronaldo durante clássico no Camp Nou, pelo Campeonato Espanhol (lbert Gea/Reuters)

"A eliminatória não será decidida no Santiago Bernabéu. Mesmo assim, para nós, um bom resultado em Madri é ganhar, e não apenas empatar", disse Busquets

Um dos maiores clássicos do mundo, que nos últimos anos ganhou ingredientes especiais pela força dos elencos de Real Madrid e Barcelona, terá um novo capitulo nesta quarta-feira, às 18 horas (de Brasília), no Estádio Santiago Bernabéu, na capital espanhola. Os times começam a disputa por uma vaga na final da Copa do Rei - e a equipe da casa enfrenta dificuldades. Além de ser o protagonista de uma crise interna, o treinador José Mourinho terá problemas para escalar o time da capital, já que não contará com os machucados Casillas e Pepe e os suspensos Sergio Ramos, Fábio Coentrão e Di Maria. O Barça, por sua vez, inicia a semifinal com uma ausência no banco: afastado para se tratar de um câncer, o técnico Tito Vilanova será substituído por Jordi Roura, seu auxiliar. Roura prevê um duelo equilibrado mesmo com os desfalques do rival: "Espero um Real intenso, difícil, complicado, competitivo como sempre. Os substitutos têm um nível muito alto. Não esperamos qualquer diferença na equipe deles, apesar das ausências".

Acompanhe VEJA Esportes no Facebook
Siga VEJA Esportes no Twitter

No Real, Mourinho ainda não definiu se promoverá a estreia do goleiro Diego López, ex-Sevilla, ou se escalará Adán, que já substituiu Casillas em algumas partidas, quando o titular da seleção espanhola foi colocado no banco de reservas por opção do técnico. O último encontro entre as equipes aconteceu em 7 de outubro de 2012, num belíssimo jogo - empate em 2 a 2, no Camp Nou, pela sétima rodada do Campeonato Espanhol. Apesar da distância entre os dois na classificação da liga nacional (o Barcelona, primeiro colocado, tem quinze pontos de vantagem em relação ao Real, terceiro), o time catalão não pode ser apontado como favorito. A avaliação é do atacante ] Benzema, camisa 9 do time da capital. "Eles têm uma grande equipe, mas nós estamos prontos. Sabemos que será uma partida muito difícil, mas esperamos vencer", disse o francês. O meia alemão Özil reconhece a força do Barcelona, mas diz que os jogadores do Real precisam se concentrar em fazer seu trabalho para conquistar a classificação para a final. "Estamos em um bom momento e jogaremos em casa", lembrou.

Como já é de costume nos últimos anos, um duelo individual marcará o encontro entre os dois maiores times da atualidade. Messi e Cristiano Ronaldo, primeiro e segundo colocados do prêmio Bola de Ouro da Fifa em 2013, voltam a se enfrentar. "São dois grandes jogadores, mas, para nós, o Cristiano é melhor, e é bom que esteja em Madri", defendeu Benzema. "Não existe uma fórmula para frear Cristiano Ronaldo. Precisamos estar muito concentrados e atentos a ele", disse Jordi Roura sobre o craque português. Ao contrário do Real, o Barcelona deverá ter força máxima no Santiago Bernabéu. As únicas baixas para Roura serão os reservas Tello, Cuenca e Montoya. Para o volante Busquets, o fato de poder contar com o time completo aumenta as chances de vitória do Barça - e ele garante que é esse o resultado que interessa, mesmo jogando fora de casa. "A eliminatória não será decidida no Santiago Bernabéu. Mesmo assim, para nós, um bom resultado em Madri é ganhar, e não apenas empatar", disse o jogador, titular da Espanha campeã europeia e mundial.

(Com agência Gazeta Press)

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados