Mais Lidas

  1. Janaina Paschoal: rotina de isolamento pós-impeachment

    Brasil

    Janaina Paschoal: rotina de isolamento pós-impeachment

  2. Sonia Abrão abandona programa após ouvir choro

    Entretenimento

    Sonia Abrão abandona programa após ouvir choro

  3. Gorila é morto após menino cair em jaula de zoológico nos EUA

    Mundo

    Gorila é morto após menino cair em jaula de zoológico nos EUA

  4. "Quando encontrar meu corpo, avise meu marido e minha filha"

    Mundo

    "Quando encontrar meu corpo, avise meu marido e minha filha"

  5. Ana Hickmann S/A: um sucesso construído a dois

    Entretenimento

    Ana Hickmann S/A: um sucesso construído a dois

  6. Veja fotos da casa onde adolescente foi estuprada no Rio

    Brasil

    Veja fotos da casa onde adolescente foi estuprada no Rio

  7. Família de jovem vítima de estupro coletivo no Rio dispensa advogada

    Brasil

    Família de jovem vítima de estupro coletivo no Rio dispensa advogada

  8. Para Lula, eleição de Dilma foi seu erro mais grave, revela novo áudio

    Brasil

    Para Lula, eleição de Dilma foi seu erro mais grave, revela novo áudio

Atlético-MG vence Grêmio e assume liderança do Brasileiro

Em partida marcada pelo reencontro entre Ronaldinho e clube gaúcho, time mineiro faz o placar mínimo com golaço de Jô e divide liderança com Vasco

- Atualizado em

Ronaldinho Gaúcho com a camisa do Atlético-MG
Parte da torcida do Grêmio protesta contra Ronaldinho Gaúcho(Carlos Eduardo de Quadros/Fotoarena/VEJA)

O Atlético-MG alcançou a liderança do Campeonato Brasileiro em grande estilo. Com um gol de voleio de Jô após jogada espetacular de Bernard, o clube mineiro foi a Porto Alegre e venceu o Grêmio por 1 a 0, no estádio Olímpico. Foi a terceira vitória fora de casa do time, que chega aos 16 pontos, quatro a mais que o rival desta noite, que cai para a quinta posição. O jogo marcou o reencontro da torcida gremista com Ronaldinho, que foi vaiado o tempo todo.

Tabela: confira resultados e classificação do Brasileiro

O Olímpico viu um ótimo jogo de futebol. O Grêmio foi para cima e criou várias chances no primeiro tempo, mas o contra-ataque veloz era a arma do Atlético-MG. O gol de Jô não diminuiu o ânimo do time gaúcho, que terminou a etapa inicial pressionando. No segundo tempo, o clube gaúcho voltou com mais jogadores ofensivos, mas ficou vulnerável. Não teve tantas chances e quase sofreu o segundo gol nos perigosos contra-ataques do Atlético-MG.

Líder, o time mineiro receberá a Portuguesa, domingo, no Independência. Já o Grêmio terá dois jogos difíceis pela frente, ambos fora de casa: no próximo domingo, os comandados de Vanderlei Luxemburgo visitam o Santos, na Vila Belmiro. Depois, jogará com o Cruzeiro, em Minas Gerais.

O jogo: O jogo deste fim de tarde tinha vários atrativos para os torcedores que foram ao Olímpico. Além de ver o desafeto Ronaldinho em campo, os gremistas conferiram de perto a estreia de Zé Roberto e a reestreia de Anderson Pico, reintegrado ao elenco tricolor após quatro anos sendo emprestado a outros clubes.

O Grêmio fez uma boa primeira etapa. Logo nos primeiros minutos, o time abafou o Atlético-MG com uma forte marcação e ótimas trocas de passes. Aos 10 minutos, Zé Roberto invadiu cruzou para Marcelo Moreno, mas a zaga do Galo desviou o chute do centroavante. Na sequência, Edilson cobrou escanteio na cabeça de Fernando. Giovanni catou em dois tempos.

Aos poucos o Atlético-MG foi equilibrando a partida. O time mineiro, porém, era menos incisivo que o Grêmio. Logo em sua primeira grande chance, porém, o Galo marcou: Bernard apanhou rebote de escanteio pela ponta esquerda deu dois chapéus consecutivos, primeiro em Souza, depois em Edilson, e cruzou na medida para Jô acertar um belo voleio na pequena área: um gol de placa, que colocava o time mineiro na frente.

O Grêmio não sentiu o gol e voltou a pressionar. Aos 27, Marcelo Moreno subiu mais que a zaga após cobrança de falta e Giovanni salvou o gol. O Atlético-MG respondeu dez minutos depois: Jô fez boa jogada pela ponta, cruzou rasteiro, Marcelo Grohe defendeu parcialmente e Gilberto Silva afastou o perigo.

O time gaúcho ainda teve duas grandes chances antes do fim da etapa inicial. Aos 39, Kleber tocou para Anderson Pico, que foi à linha de fundo e cruzou. Marcelo Moreno se antecipou a Leonardo Silva e tocou de cabeça, mas a bola bateu no zagueiro do Galo, facilitando a defesa para Giovanni. Aos 42, Kleber entortou dois adversários na área e tocou para Zé Roberto, mas a zaga conseguiu impedir o empate.

Com Tony e Rondinelly nos lugares de Edilson e Léo Gago, o Grêmio voltou para o segundo tempo com proposta ainda mais ofensiva. Só que o Atlético-MG é quem começou melhor, marcando muito a saída de bola tricolor. A primeira boa chegada foi gaúcha: aos sete minutos, Zé Roberto arriscou de fora da área e quase marcou um golaço. Aos 10, Giovanni salvou em chute de Kleber.

O Atlético-MG levou perigo aos 13: Ronaldinho cobrou falta e Marcelo Grohe fez grande defesa. O time mineiro se fechava muito e procurava os contra-ataques com os velozes Danilinho e Bernard. Aos 18, Serginho chegou bem e rolou para Danilinho, que chutou torto, embora estivesse sem marcação. Três minutos depois, Jô entrou na cara do gol e Marcelo Grohe salvou cara a cara. Aos 24, Danilinho cabeceou com perigo para fora.

Aos 30, o Grêmio chegou com perigo: Marcelo Moreno concluiu de sem pulo um cruzamento, mas o chute saiu alto demais. Aos 36, as coisas se complicaram definitivamente para o Tricolor quando Paulo César Oliveira expulsou Anderson Pico, após lance com o volante Pierre.

As últimas chances foram todas do Atlético-MG. Em contra-ataque puxado por Ronaldinho, aos 42, Marcelo Grohe salvou o Grêmio ao defender chute de Escudero, que entrou sozinho. Aos 44, Ronaldinho cruzou e Jô encheu o pé, mas chutou para fora. Já nos acréscimos, Escudero chutou para defesa de Grohe.

TAGs:
Brasileirão