Mais Lidas

  1. Mulher do senador Telmário Mota se entrega à Polícia Federal em Roraima

    Brasil

    Mulher do senador Telmário Mota se entrega à Polícia Federal em...

  2. Produtores de ‘Game of Thrones’ ficaram chocados com três revelações do autor

    Entretenimento

    Produtores de ‘Game of Thrones’ ficaram chocados com três...

  3. Sequestrador de Ana Hickmann foi ‘assassinado com crueldade e frieza’, diz irmã

    Entretenimento

    Sequestrador de Ana Hickmann foi ‘assassinado com crueldade e...

  4. Embaixador da Venezuela falta a cerimônia com Temer

    Brasil

    Embaixador da Venezuela falta a cerimônia com Temer

  5. Ana Hickmann surge com a família após atentado: 'Esgotados'

    Entretenimento

    Ana Hickmann surge com a família após atentado: 'Esgotados'

  6. Em gravação, Sarney promete ajuda a Sergio Machado

    Brasil

    Em gravação, Sarney promete ajuda a Sergio Machado

  7. Miriam Belchior é exonerada da presidência da Caixa

    Economia

    Miriam Belchior é exonerada da presidência da Caixa

  8. Ouça a conversa entre Ana Hickmann e fã que a atacou

    Entretenimento

    Ouça a conversa entre Ana Hickmann e fã que a atacou

Clubes já falam num campeonato com 24 equipes em 2014

Chance de disputa na Justiça comum abriria brecha para os outros rebaixados

- Atualizado em

O julgamento da Portuguesa no STJD
O julgamento da Portuguesa no STJD(Ale Silva/Futura Press/VEJA)

"Se acontecer de manterem a Portuguesa ou Fluminense, então vão ter que estender a todos. Não existe benefício para um", disse o cartola da Ponte

O julgamento no pleno do STJD para decidir o rebaixamento à segunda divisão do Campeonato Brasileiro, nesta sexta-feira, envolve Portuguesa, Fluminense, Flamengo e até o Vasco, que sonha com a anulação do jogo em que foi goleado pelo Atlético-PR. Diante dessa confusão, outros clubes já sonham com uma brecha para jogar na elite do futebol brasileiro no ano que vem. A Ponte Preta, por exemplo, encontrou uma brecha para se salvar do descenso: defender a organização de um campeonato com 24 times na próxima temporada.

Leia também:

Nem 'final de tapetão' deverá encerrar Brasileirão em 2013

Defesa da Portuguesa tem o caminho para reverter queda​

Até ação judicial de torcedores pode prejudicar Portuguesa

"Para mim ou cai a Portuguesa ou cai o Fluminense, o que a Justiça determinar, e serão mantidos os 20 clubes. Eu não vou chamar de virada de mesa. Mas uma decisão da Justiça comum pode determinar que o campeonato do ano que venha tenha 22 ou 24 clubes. Aí obrigatoriamente tem que ter 24 clubes. Não acredito, mas estamos de olho, bem atentos, se acontecer alguma coisa, queremos o nosso direito também", afirmou o presidente do clube de Campinas, Márcio Della Volpe, em entrevista à rádio Jovem Pan. É dado como certo que o caso chegará à Justiça comum caso a Portuguesa seja rebaixada no tapetão.

Leia também:

Portuguesa já ameaça: 'Vai ficar ruim para a Fifa e a CBF'

Depois do circo, é hora da justiça - de verdade - no futebol

Em ano de Copa, confusão brasileira pode ir parar na Fifa

Para o cartola da Ponte, o clube do Canindé errou e precisa pagar pelo o que fez, mas ele não tem certeza se o rebaixamento seria a pena ideal. Della Volpe também ressaltou que uma possível permanência da equipe paulista na Série A pode acarretar futuros problemas para o futebol nacional. "Se acontecer de manterem a Portuguesa ou Fluminense, então vão ter que estender a todos. Não existe benefício para um. O fato de a Portuguesa ter escalado jogador irregular está errado. Se um cumpre suspensão, todos têm que cumprir. Se um não cumpre, ninguém tem que cumprir."

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


(Com agência Gazeta Press)

TAGs:
Brasileirão
Portuguesa
CBF
STJD