Tarja Formula 1 - 2012

Fórmula 1

Jenson Button vence GP da Austrália

Vettel e Hamilton terminaram a prova em segundo e terceiro, respectivamente; Massa e Bruno Senna abandonaram a corrida

  • O piloto Jenson Button (à dir.) comemora sua vitória no GP da Austrália com o segundo colocado, Sebastian Vettel

    DIEGO AZUBEL/EFE

  • Jenson Button comemora vitória em Melboune, na Austrália

    Martin Philbey / Efe

  • O piloto Michael Schumacher, da Mercedes, sai da pista durante o Prêmio da Austrália

    Diego Azubel/Efe

  • O espanhol Fernando Alonso na disputa do Prêmio da Austrália, em Melboune

    Diego Azubel / Efe

  • Nico Rosberg, da Mercedes, à frente do piloto Mark Webber, da Red Bull-Renault

    William West / AFP

  • O piloto francês Charles Pic durante a etapa australiana da F1

    William West / AFP

  • Fernando Alonso, piloto da Ferrari, durante o GP da Austrália

    William West / AFP

  • As animadoras de torcida Golden Angels dançam após vitória de Button no Prêmio da Austrália

    Diego Azubel / Efe

Foto 0 / 8

Ampliar Fotos

Jenson Button abriu a temporada 2012 da Fórmula 1 na frente. Atual vice-campeão, o inglês não teve problemas para vencer o GP da Austrália, em Melbourne, na madrugada deste domingo. Ele superou o companheiro de McLaren Lewis Hamilton na largada e deixou o bicampeão Sebastian Vettel, segundo colocado, para trás. Os brasileiros Felipe Massa e Bruno Senna se tocaram e deixaram a pista a dez voltas do fim.

A vitória de Button confirma a reabilitação da McLaren na Fórmula 1, após ficar atrás da Red Bull durante toda a temporada passada. Depois das boas apresentações nos testes de pré-temporada, Hamilton e Button fizeram uma dobradinha no treino classificatório, ao garantirem a primeira fila. A parceria se repetiu no pódio, com Vettel entre os dois pilotos.

Apesar do equilíbrio demonstrado no treino de sábado, com apenas um segundo separando os oito primeiros colocados, Button não teve dificuldades para levar a bandeirada neste domingo. O inglês largou bem e ganhou a primeira posição de Hamilton logo na saída. Michael Schumacher e Nico Rosberg, ambos da Mercedes, também tiveram um bom início, superando Romain Grosjean, que largou em terceiro, mas caiu para sexto. O francês acabou abandonando logo na segunda volta ao ser tocado por Pastor Maldonado.

Os carros da Red Bull, favoritos a mais um título, não demoraram para se aproximar dos líderes, após saírem em quinto e sexto. O abandono de Schumacher, com problemas no câmbio, facilitou a vida de Vettel e Webber. O australiano terminou em quarto, enquanto Vettel conseguiu entrar na briga pela vitória, mesmo depois de a McLaren disparar na liderança.

Longe da briga pela vitória, a Ferrari teve boa largada. Fernando Alonso saltou da 12ª posição para a oitava, enquanto Massa apareceu em 10º após sair em 16º. O brasileiro chegou a figurar em oitavo, mas foi superado por Kimi Raikkonen e Kamui Kobayashi na metade da prova. Perto do fim, Massa se enroscou com Bruno Senna e foi obrigado a abandonar a prova. O piloto da Williams conseguiu retornar à pista, mas acabou deixando a corrida duas voltas depois. Seu companheiro de equipe, Pastor Maldonado, terminou em 13º.

O pódio da primeira corrida do ano foi decidido com a entrada do carro de segurança na 37ª volta. A intervenção foi necessária depois que Vitaly Petrov abandonou sua Caterham na reta dos boxes em posição perigosa. Vários pilotos foram para os boxes e Vettel aproveitou o momento para superar Hamilton e assegurar a segunda posição. Button aumentou ainda mais sua vantagem na relargada e assegurou a vitória.

A próxima etapa da Fórmula 1 será disputada no fim de semana, no circuito de Sepang, na Malásia, com largada marcada para às 5 horas (horário de Brasília).

 

Confira a classificação final do GP da Austrália:

1.º - Jenson Button (ING/McLaren), em 1h34min9s565

2.º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), a 2s139

3.º - Lewis Hamilton (ING/McLaren), 4s075

4.º - Mark Webber (AUS/Red Bull), 4s547

5.º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 21s565

6.º - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), 36s766

7.º - Kimi Raikkonen (FIN/Lotus), 38s014

8.º - Sergio Pérez (MEX/Sauber), 39s458

9.º - Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso), 39s556

10.º - Paul di Resta (ESC/Force India), 39s737

11.º - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), 39s848

12.º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 57s642

13.º - Pastor Maldonado (VEN/Williams), a 1 volta

14.º - Timo Glock (ALE/Marussia), a 1 volta

15.º - Charles Pic (FRA/Marussia), a 5 voltas

 

Não completaram a prova:

Bruno Senna (BRA/Williams)

Nico Hulkenberg (ALE/Force India)

Romain Grosjean (FRA/Lotus)

Michael Schumacher (ALE/Mercedes)

Vitaly Petrov (RUS/Caterham)

Heikki Kovalainen (FIN/Caterham)

Felipe Massa (BRA/Ferrari)

 

(Com Agência Estado)

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados