Al Ahly vence e será rival do Corinthians no Mundial

Jogadores do time paulista tiveram de suportar a neve e o frio intenso de Toyota para ir ao estádio analisar o primeiro adversário da equipe

- Atualizado em

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


Ficha técnica

SANFRECCE HIROSHIMA 1 X 2 AL AHLY

SANFRECCE HIROSHIMA Shusaku Nishikawa (Takuya Masuda); Mizumoto, Chiba e Ryota Moriwaki (Seok-Ho); Yojiro Takahagi, Mikic, Aoyama, Koji Morisaki, Kazu Morisaki e Kohei Shimizu (Yamagishi); Hisato Sato. Técnico: Hajime Moriyasu.

AL AHLY Sherif Ekramy; Gomaa, Nagib e Fathi; Ashour, Said, Ghaly (Aboutrika), Kenawy e Soliman (Barakat); Hamdi (Trezeguet) e Gedo. Técnico: Hossam El Badry.

GOLS Hamdi, aos 13, e Hisato Sato, aos 31 minutos do primeiro tempo. Aboutrika, aos 11 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS Kazu Morisaki (Sanfrecce); Soliman, Ashour, Trezeguet, Gomaa (Al Ahly).

RENDA E PÚBLICO não disponíveis.

ÁRBITRO Carlos Vera (Fifa/Equador).

LOCAL Toyota Stadium, em Toyota (Japão).

O Corinthians enfrentará o Al Ahly nas semifinais do Mundial de Clubes, no Japão. Neste domingo, a equipe egípcia conseguiu uma difícil vitória diante do Sanfrecce Hiroshima por 2 a 1, em Toyota, e garantiu o direito de enfrentar o time brasileiro na próxima quarta-feira, às 8h30 (de Brasília), por uma vaga na decisão. Chelsea e Monterrey disputarão a outra semifinal, na quinta.

Os jogadores do Corinthians tiveram que suportar a neve e o intenso frio de Toyota para ir ao estádio e analisar o primeiro adversário da equipe. E viram um time com bons nomes do meio para frente, mas com uma defesa lenta que permitiu muitas oportunidades ao Sanfrecce.

Aos 13 minutos, o time egípcio abriu o placar. Nagib recebeu enfiada de bola pelo lado direito, passou pelo marcador, chegou à linha de fundo, levantou a cabeça e rolou para a marca do pênalti. Hamdi se posicionou bem e, sozinho, tocou para o gol vazio.

O gol acordou o Sanfrecce, que já não podia mais ficar só se defendendo. Aos 31 minutos, após cobrança de escanteio, a zaga do Al Ahly afastou mal, Mikic aproveitou e tocou de cabeça para Sato, que bateu de primeira. O goleiro Ekramy acabou aceitando.

A virada quase aconteceu aos 36 minutos, quando Mikic recebeu pela direita e tocou no meio para Takahagi, que chegou desequilibrado para a bola e tocou torto de joelho.

As chances perdidas pelo Sanfrecce fariam falta e logo na volta para o segundo tempo o Al Ahly voltou a ficar em vantagem. Aos 11 minutos, o veterano Aboutrika, de 34 anos, recebeu lançamento pela direita, ganhou na disputa de corpo com o zagueiro e saiu de frente para o gol. Tranquilo, apenas tirou de Masuda para marcar.

Ao contrário do que aconteceu no primeiro tempo, o gol acuou o Sanfrecce. Aos 35 minutos aconteceu o lance que definiu a partida. Em uma ótima enfiada de bola, Morisaki achou o atacante Sato. O artilheiro do último Campeonato Japonês arrancou sozinho da intermediária, teve tempo de ajeitar o corpo e bater de esquerda, mas errou o alvo e jogou para fora a última chance do Sanfrecce.

Corinthians - Parte do elenco do Corinthians compareceu ao estádio de Toyota. Alguns jogadores, porém, preferiram descansar.

"Tentei até ver o jogo, mas o sono não deixou e dormi no segundo tempo. Não vi o final do placar, acabei cochilando. O que vier está de bom tamanho", afirmou o atacante Jorge Henrique, em entrevista à TV Globo. O jogador foi um dos que preferiram ficar no hotel.

Enquanto isso, o técnico Tite e o gerente de futebol Edu Gaspar foram acompanhados ao estádio por jogadores como Alessandro, Willian Arão, Danilo, Júlio César, Danilo Fernandes, Fábio Santos, Chicão, Ralf, Edenílson e Anderson Polga, que sofreram com o intenso frio, inclusive com neve.

Chelsea - A delegação do Chelsea foi a última a desembarcar no Japão para a disputa do Mundial de Clubes. Neste domingo pela manhã (horário de Brasília), os jogadores e a comissão técnica da equipe inglesa chegaram ao aeroporto de Narita e logo se encaminharam para Yokohama, onde estreiam na competição, na próxima quinta-feira.

(Com Estadão Conteúdo)

TAGs:
Corinthians
Fifa
Mundial de Clubes