Muita gente ajudava Chorão a ter droga, diz ex-mulher à TV

Em entrevista ao ‘Fantástico’, da Globo, Graziela Gonçalves diz que relação pesada do cantor com a cocaína começou um ano e meio atrás e que conhecidos próximos colaboravam para alimentar o vício

- Atualizado em

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


Alexandre Magno Abrão, o Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr. encontrado morto em São Paulo na madrugada do último dia 6, vinha consumindo cocaína de forma pesada há cerca de um ano e meio, e com a ajuda de pessoas próximas. As informações foram dadas pela ex-mulher do cantor, a estilista Graziela Gonçalves, em entrevista ao Fantástico, da Globo. "Ele tinha as corridas dele, ligava para fulano de tal, gente que eu nem fazia ideia, e conseguia", disse. Ouvida pela Globo, a diretora do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), Elizebete Sato, disse que a polícia tem interesse em conhecer o fornecedor de Chorão.

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM: Ex-mulher culpa drogas pela morte de Chorão

'Vou te amar para sempre', diz ex-mulher de Chorão

A estilista Graziela Gonçalves, ex-mulher de Chorão, em entrevista ao 'Fantástico', da Globo
A estilista Graziela Gonçalves, ex-mulher de Chorão, em entrevista ao 'Fantástico', da Globo(Reprodução/VEJA)

Graziela, que estava separada de Chorão há quatro meses por não suportar a situação, também contou que tentou internar compulsoriamente o marido, no que seria a sua segunda passagem por uma clínica -- ele chegou a se tratar por dois meses, mas depois voltou a se drogar. Mas o hotel em que ele estava hospedado, na ocasião, a impediu de levá-lo para a clínica. "Eu disse, 'Querido, você não sabe do que está falando'. As pessoas o protegiam porque achavam que era eu que estava exagerando", ela contou. "Essa droga, ela tem uma capacidade... Parece que a pessoa está possuída. O corpo é o mesmo, mas parece que tem outro ser ali. As reações são outras, o jeito é outro, o olhar é outro. É ruim."

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM: Lágrimas e aplausos marcam enterro de Chorão

INVESTIGAÇÃO: Delegado fala em 'surto psicótico'

Graziela soube da morte do músico por sua mãe e por sua irmã, que foram pessoalmente dar a notícia no apartamento que a estilista e o cantor compraram depois de se casar, há dezesseis anos. "Eu sinto que falhei. Eu me pergunto, por que eu não lutei no dia seguinte? Mas eu sou um ser humano, também", desabafou Grazon, como a chamava Chorão. "Achei que teria outra chance, mas não tive."

INVESTIGAÇÃO 2: Vizinho ouviu batidas na parede

Na última quinta-feira, Graziela Gonçalves publicou um texto no site oficial da banda Charlie Brown Jr. em que dizia amar Chorão. "Meu pensamento se volta para Deus", escreveu Graziela, que também disse, na nota, ter sido um privilégio "viver um grande amor e dividir minha vida por quase 20 anos" com Chorão. "Quantas histórias, quantas conquistas, quanta luta!! Quanto amor, em toque e calor, verso e prosa, que você me deu!"

A estilista Graziela Gonçalves, ex-mulher de Chorão, em entrevista ao 'Fantástico', da Globo
A estilista Graziela Gonçalves, ex-mulher de Chorão, em entrevista ao 'Fantástico', da Globo(Reprodução/VEJA)
TAGs:
Chorão
Música Brasileira
Rock Nacional
Globo