Mais Lidas

  1. Polícia tenta identificar bandidos que praticaram estupro coletivo em favela do Rio de Janeiro

    Brasil

    Polícia tenta identificar bandidos que praticaram estupro coletivo...

  2. China cria ônibus que 'passa por cima' de engarrafamentos

    Economia

    China cria ônibus que 'passa por cima' de engarrafamentos

  3. STF dá prazo de cinco dias para Temer se explicar sobre reforma administrativa

    Brasil

    STF dá prazo de cinco dias para Temer se explicar sobre reforma...

  4. Família de Johnny Depp 'odiava' Amber Heard

    Entretenimento

    Família de Johnny Depp 'odiava' Amber Heard

  5. Ex-ator mirim sobre pedofilia em Hollywood: ‘Fui molestado por várias pessoas’

    Entretenimento

    Ex-ator mirim sobre pedofilia em Hollywood: ‘Fui molestado por...

  6. Temer e os áudios: por que a Lava Jato preocupa também o governo interino

    Brasil

    Temer e os áudios: por que a Lava Jato preocupa também o governo...

  7. Relembre famosos que foram ameaçados por fãs

    Entretenimento

    Relembre famosos que foram ameaçados por fãs

  8. Em gravação, Renan orienta defesa de Delcídio sobre processo no Senado

    Brasil

    Em gravação, Renan orienta defesa de Delcídio sobre processo no Senado

Comédia 'A Entrevista' fatura US$ 31 milhões na internet

Número transforma filme no lançamento digital mais lucrativo da Sony Pictures

- Atualizado em

Kim Jong-un interpretado por Randall Park na comédia 'The Interview'
Kim Jong-un interpretado por Randall Park na comédia 'A Entrevista'(Reprodução Youtube/VEJA)

A comédia A Entrevista lucrou 31 milhões de dólares (cerca de 83 milhões de reais) apenas na internet desde o seu lançamento em plataformas digitais há duas semanas, anunciou a Sony Pictures nesta terça-feira. O estúdio confirmou que esses números transformam o filme no lançamento digital mais lucrativo da história da empresa.

Leia também:

'A Entrevista' se torna o filme mais vendido do Google e do YouTube

Em estreia de 'A Entrevista', público defende liberdade de expressão

A Sony deu prioridade à exibição do filme na web depois que muitas redes de cinema desistiram de passar o longa, intimidadas por ameaças terroristas de hackers. A comédia retrata um plano para assassinar o ditador da Coreia do Norte Kim Jong-un e provocou a ira de Pyongyang. Em represália à produção, hackers vazaram uma série de e-mails, roteiros e outros dados confidenciais do estúdio.

Desde 24 de dezembro, 4,3 milhões de pessoas adquiriram A Entrevista em serviços como Google Play, iTunes, YouTube Movies, Xbox Video, Sony's PlayStation Network e também em um site especialmente criado pela Sony para a venda do filme, o seetheinterview.com. O faturamento da comédia na internet supera em larga escala o lucro nos cinemas. Lançada em um número restrito de salas independentes, cerca de 300, a comédia rendeu 5 milhões de dólares nos cinemas convencionais.

Apesar do sucesso na web, o faturamento total de 36 milhões de dólares do filme ainda não foi suficiente para compensar os custos da produção, orçada em 44 milhões de dólares.

Filmes que provocaram a ira de governos 

Sonyleaks: o que os hackers já vazaram

TAGs:
Hollywood
Coreia do Norte