- Atualizado em

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


O vocalista da banda Charlie Brown Jr., Alexandre Magno Abrão, o Chorão, morreu na madrugada desta quarta-feira em seu apartamento no bairro de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. Chorão tinha 42 anos e foi encontrado desacordado por seu motorista, segundo informações da assessoria da banda. A causa da morte ainda é desconhecida. A polícia foi chamada ao apartamento para fazer o trabalho de perícia e o corpo de Chorão foi levado ao IML na manhã desta quarta-feira para ser determinada a causa da morte.

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM: Relembre as músicas mais famosas do Charlie Brown Jr.

Chorão estava deprimido e solitário, diz Sonia Abrão

Fundado em 1992 em Santos, no litoral de São Paulo, o Charlie Brown Jr. foi uma das bandas mais importantes do rock nacional, alcançando grande popularidade no fim da década de 90. Além de Chorão, a banda tinha em sua formação inicial os músicos Thiago Castanho (que participou dos três primeiros álbuns e voltou em 2005), Renato Pelado, Marcão e Champignon -- os três últimos deixaram o grupo em 2005, sendo que Marcão e Champignon retornaram em 2011. No ano passado, durante um show, Chorão acusou Champignon de só ter voltado para a banda por dinheiro, e publicou um vídeo dias depois dizendo que os dois já haviam feito as pazes.

POLÍCIA: Delegado não acredita em homicídio

Redes sociais: Fãs lamentam morte de Chorão nas redes sociais

Em 15 anos de carreira, a banda lançou nove álbuns de estúdio, que venderam, juntos, mais de cinco milhões de cópias. O primeiro álbum do grupo, Transpiração Contínua Prolongada, de 1997, fez muito sucesso na época com músicas como Proibida pra Mim e Tudo que Ela Gosta de Escutar. Outras canções famosas do grupo são Te Levar, que de 1999 a 2006 foi tema do seriado Malhação, da Globo, e Zóio de Lula ("Meu escritório é na praia / Eu estou sempre na área / Mas eu não sou daquela laia não"). O último álbum de estúdio do Charlie Brown Jr. foi Camisa 10 (Joga Bola até na Chuva), que ganhou o Grammy Latino de melhor álbum de rock brasileiro em 2009. No ano passado, o grupo lançou o CD e DVD ao vivo Música Popular Caiçara.

Biografia - Nascido em São Paulo, Chorão mudou-se no final da adolescência para Santos. Ali se encantou com o skate, esporte pelo qual disputou campeonatos nacionais (nos braços ele trazia tatuadas as frases "Marginal alado" e "Skate por toda vida") -- foi também nessa época que passou a ser chamado de "Chorão", apelido que ganhou de amigos porque ainda não dominava bem a prática. Além da música, Chorão se dedicou ao cinema: foi roteirista e ator do filme O Magnata (2007), dirigido por Johnny Araújo e com Paulo Vilhena, Maria Luisa Mendonça e Chico Diaz no elenco. Também mantinha o Chorão Skate Park, em Santos, uma pista de skate frequentada por skatistas amadores e profissionais.

GPS: Na praia, Paulinho Vilhena faz homenagem para Chorão

REPERCUSSÃO: Amigos e celebridades lamentam morte de Chorão

Conhecido por ser "esquentado", em 2004 Chorão agrediu e quebrou o nariz de Marcelo Camelo, do Los Hermanos, na sala de desembarque do aeroporto de Fortaleza. Processado por Camelo, teve de pagar indenização por danos morais ao músico.

Chorão foi casado durante quinze anos com a estilista Graziela Gonçalves, de quem se divorciou no ano passado. Ele deixa um filho de seu primeiro casamento, também chamado Alexandre, de 22 anos.

TAGs:
Charlie Brown Jr
Chorão
Celebridade