Tarja Enem e Vestibulares

Ensino superior

Sisu oferecerá 130.000 vagas em universidades públicas

São mais de 3.500 cursos em 101 instituições. Relação já pode ser consultada

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começam só no dia 7 de janeiro, mas os interessados já podem consultar a partir desta quinta-feira no site do programa a relação de todas as vagas disponíveis para o primeiro semestre de 2013. Participam 101 instituições públicas de ensino superior, totalizando 3.751 cursos e 129.279 vagas. 

O Sisu é o sistema criado pelo Ministério da Educação (MEC) para selecionar estudantes para universidades federais e estaduais, além de institutos federais de educação. Podem participar do processo seletivo todos os estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012, exceto aqueles que tiraram nota zero na redação. 

Mapa: Confira como as universidades utilizam a nota do Enem
Tema em foco: Saiba tudo sobre o Enem e os vestibulares

As inscrições começam dia 7 de janeiro e se estendem até o dia 11 do mesmo mês, segundo o cronograma divulgado na quarta-feira. Cada candidato poderá se inscrever em até duas opções de cursos. Uma vez ao dia, será disponibilizada para consulta a nota de corte de para cada instituição, campus, curso, turno e modalidade.

A primeira chamada do Sisu será publicada no dia 14 de janeiro, e os selecionados deverão efetuar a matrícula nos dias 18, 21 e 22 do mesmo mês. No dia 28, será divulgada a segunda chamada, com matrículas entre 1º, 4 e 5 de fevereiro.

Quem ficar de fora das duas listagens poderá se inscrever na lista de espera entre os dias 28 de janeiro e 8 de fevereiro. O estudante só poderá manifestar interesse na lista de espera para o curso correspondente à primeira opção; não poderá participar da lista de espera o candidato que tenha sido convocado para o curso de primeira opção em qualquer uma das chamadas regulares.

A nova lei das cotas, sancionada pela presidente Dilma Rousseff em agosto, já será observada para a seleção do Sisu. Pela norma, todas as universidades federais devem reservar 12,5% de suas vagas para alunos da rede pública em 2013. Dentro de quatro anos, esse percentual chegará a 50%.

Quem quiser concorrer a uma das vagas para cotistas deverá informar sua opção no ato da inscrição. Além de ter cursado o ensino médio integralmente em escola pública, os beneficiados pela lei devem ainda atender a critérios étnicos e de renda.

Mapa: Confira como as universidades utilizam a nota do Enem
Tema em foco: Saiba tudo sobre o Enem e os vestibulares

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados