Vestibular 2012

Fuvest 2012: sete temas atuais que podem cair na prova

Primeira fase, que será realizada no próximo fim de semana, aborda atualidades e exige que o candidato acompanhe o noticiário

Nathalia Goulart

Estar bem informado é de fundamental para quem quer ser aprovado na Fuvest, o mais disputado vestibular do Brasil. A prova da primeira fase, que será realizada no próximo fim de semana, tradicionalmente aborda temas atuais. Mas os professores alertam: não é preciso decorar fatos e eventos importantes como se fossem fórmulas matemáticas. "O estudante costuma achar que vai encontrar uma prova de atualidades na Fuvest. Não é bem assim", explica Reinaldo Scalzaretto, supervisor de geografia do Anglo Vestibulares. "O que vemos é que disciplinas como geografia fazem uso de fatos recentes para abordar conceitos aprendidos em sala de aula."

Por isso, mais do que se manter informado acerca do mundo ao seu redor, o candidato deve ser capaz de relacionar informações. "Umas das características que a Fuvest vem ressaltando em seus últimos vestibulares é a interdisciplinaridade, que é justamente essa capacidade de abordar vários aspectos de um mesmo assunto. Os temas atuais propiciam essa mistura", diz Elias Feitosa, coordenador de história e geografia do Cursinho da Poli.

No vestibular 2011, a prova da Fuvest apresentou questões baseadas nas eleições americanas de 2008, no enriquecimento de urânio promovido pelo Irã, na gripe A e nas fortes chuvas que destruíram a região de São Luiz do Paraitinga, no interior de São Paulo. "Analisando essas questões, o estudante percebe que elas não giram em torno exclusivamente do fato ocorrido: elas investigam o conhecimento acumulado durante ensino médio", diz Alex José Perrone, professor de geografia do cursinho CPV.

Outra razão importante para que os candidatos mantenham o olho no noticiário é que as informações jornalísticas podem enriquecer a argumentação, tão valorizada na prova da segunda fase e na redação. "Manter diversas fontes de informação tem reflexo na habilidade de argumentação, aspecto essencial para quem deseja entrar em universidades conceituadas", diz Samuel Loureiro, professor de atualidades do Cursinho do XI.

Com a ajuda de profissionais de seis cursinhos* de São Paulo, o site de VEJA elaborou uma lista de assuntos que podem motivar questões da Fuvest. Confira a relação a seguir:

Atualidades que podem cair na Fuvest 2012

1 de 7

Acidente nuclear de Fukushima e a tragédia no Japão

Trabalhador é examinado após entrar no centro de operações de emergência, do complexo nuclear de Fukushima, no Japão (David Guttenfelder/Reuters)

Questões energéticas fazem parte do programa de todo grande vestibular brasileiro. Nesse cenário, a crise nuclear vivida pelo Japão neste ano é uma forte candidata a figurar na Fuvest. Em março, um  terremoto seguido de tsunami abalou a usina de Fukushima, na costa nordeste do país asiático, liberando partículas radioativas na atmosfera e reacendendo o debate sobre a energia nuclear em todo o mundo. Semanas depois, a Alemanha anunciou um plano para aposentar suas unidades atômicas, eliminando riscos de contaminação. Para o vestibular, o assunto pode render boas questões na área de geografia, química e física.

Tema em foco: A crise nuclear japonesa
 

* Colaboraram: Célio Tasinafo (Oficina do Estudante), Samuel Loureiro (Cursinho do XI), Vera Lúcia Antunes (Curso Objetivo), Elias Feitosa (Cursinho da Poli). Alex José Perrone (CPV) e Reinaldo Scalzaretto (Anglo Vestibulares)

Assista a vídeos com orientações para a Fuvest:

Língua Portuguesa
Química

Literatura
Física
História
Matemática
Geografia
Inglês

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados