- Atualizado em

Técnicos da ciência da saúde humana
Curso técnico de enfermagem foi um dos mais procurados do Sisutec(Getty Images/VEJA)

Leia também:

Manual do Candidato do Enem: O que fazer na inscrição, na prova e na matrícula

Temas da atualidade que podem cair no Enem e vestibulares 2013/2014 Enem 2013: temas para treinar para a redação Dez passos e 20 questões para escolher uma carreira no Enem e nos demais vestibulares Raio-x do Enem: os conteúdos mais cobrados desde 2009 Seis formas de usar a nota do Enem rumo à universidade Videoaulas do Curso Pré-Enem O mapa do Enem: Universidades que usam as notas da avaliação na seleção de alunos Como é calculada a nota do Enem

Os candidatos que não foram aprovados em nenhuma das chamadas do Sistema de Seleção Unificada para Cursos Técnicos (Sisutec) podem concorrer às vagas remanescentes do programa a partir das 19 horas desta quinta-feira. Os interessados devem fazer a inscrição no site do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) até o dia 16 de setembro.

As vagas serão ocupadas por livre concorrência, segundo a ordem de inscrição, e não é necessário ter realizado o Enem para concorrer. Após a inscrição, o candidato terá o prazo de dois dias para confirmar a matrícula na unidade de ensino, sob o risco de perda automática da vaga.

A primeira edição do Sisutec recebeu a inscrição de 383 080 pessoas para 239 792 vagas gratuitas em 117 cursos técnicos. A seleção dos candidatos foi feita com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012.

Os cursos mais procurados foram os de técnico em segurança do trabalho, com 89 656 inscrições; técnico em informática, 71 850, e técnico em enfermagem, 63 976.

Conforme o Ministério da Educação (MEC), 85% das vagas no Sisutec foram destinadas a estudantes que, a despeito da renda familiar, cursaram o ensino médio completo em escolas da rede pública ou na condição de bolsista integral na rede privada.

Nas instituições federais de ensino, 50% dos postos foram reservados a candidatos que, além de terem cursado o ensino médio em escolas públicas ou como bolsistas em unidades particulares, comprovaram renda familiar igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa (1.017 reais).

TAGs:
Ensino Técnico