Mais Lidas

  1. Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

    Brasil

    Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

  2. Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

    Brasil

    Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

  3. A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

    Brasil

    A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

  4. PMDB lança programa de governo

    Brasil

    PMDB lança programa de governo

  5. Felipe Melo entra de sola e detona comentarista Neto

    Esporte

    Felipe Melo entra de sola e detona comentarista Neto

  6. Irmãs tramam pelo WhatsApp assalto ao próprio pai no interior de São Paulo

    Brasil

    Irmãs tramam pelo WhatsApp assalto ao próprio pai no interior de...

  7. Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

    Brasil

    Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

  8. Mulher que arrancou bebê do ventre da mãe é condenada a 100 anos nos Estados Unidos

    Mundo

    Mulher que arrancou bebê do ventre da mãe é condenada a 100 anos...

Harvard e MIT anunciam cursos on-line gratuitos

Por meio da parceria, chamada de EdX, serão oferecidos cursos e vídeos para estudantes de todo o mundo. Investimento será de 30 milhões de dólares

- Atualizado em

Campus de Harvard
Estudantes terão acesso a conteúdos didáticos da universidade de Harvard(Darren McCollester/Newsmakers/VEJA)

A Universidade Harvard e o MIT (Massachusetts Institute of Technology), ambos nos Estados Unidos, anunciaram nesta quarta-feira a criação de uma plataforma on-line de educação que vai oferecer cursos gratuitos para estudantes de todo o mundo. Após concluir o curso, batizado EdX, o estudante poderá pagar uma taxa, cujo valor ainda não foi divulgado, para receber um certificado. A data de lançamento não foi divulgada, mas as instituições prometem colocar os cursos no ar no segundo semestre deste ano (outono no hemisfério norte).

Leia também:

ITA e MIT dão o primeiro passo para estabelecer parceria

MIT, a universidade das soluções

'As universidades precisam formar sábios', diz reitora de Harvard

O caminho rumo às melhores universidades do planeta

Além de cursos personalizados, o software deve apresentar testes, vídeos de aulas e ferramentas que permitam a colaboração e integração dos alunos. As instituições pretendem investir 30 milhões de dólares no projeto, que não tem fins lucrativos. Eventualmente, outras universidades poderiam oferecer cursos usando suas marcas na EdX.

Drew Faust, reitora de Harvard, afirmou, durante coletiva de lançamento, que a intenção não é apenas tornar o conhecimento mais acessível, mas também saber mais sobre como os alunos aprendem e, assim, poder ensiná-los de forma mais eficaz. "Dois dos meus compromissos mais importantes como reitora são aumentar o acesso à educação e fortalecer ensino e aprendizagem", disse a reitora, segundo comunicado oficial de Harvard. "O EdX nos permitirá avançar em ambos, de forma como nunca imaginamos."

O software deve mostrar, por exemplo, quanto tempo os alunos gastam fazendo um exercício ou assistindo a um curto vídeo. Dessa forma, os professores saberiam quais as lições que requerem mais dedicação e um tempo de aprendizagem maior. Com milhares de alunos matriculados, um curso no EdX deve fornecer dados preciosos e estatisticamente significativos sobre educação.

"A educação on-line não é inimiga da educação presencial. Pelo contrário, é uma profunda e libertadora aliada", afirmou Alan Garber, provost de Harvard (cargo ligado à reitoria). "Nosso objetivo é educar 1 bilhão de pessoas", completou Anant Argawal, diretor do laboratório de Ciência da Computação e Inteligência Artificial do MIT.

TAGs:
Universidade Harvard
Massachussets Institute of Technology - MIT
Educação