Combustível

Shell perfurará em 2013 1º poço de gás de xisto no país

Empresa já explora os primeiros blocos em Minas Gerais, na Bacia do São Francisco

Posto de gasolina Shell

Shell: exploração de gás de xisto no Brasil (Divulgação/Shell)

A Shell pretende perfurar em 2013 o primeiro poço para prospectar gás de xisto (shale gas) em Minas Gerais, no Vale do Rio São Francisco, informou nesta segunda-feira o presidente da multinacional no Brasil, André Araujo. "Estamos explorando nossos primeiros blocos na área on shore em Minas Gerais, na Bacia do São Francisco. Fizemos a sísmica e faremos a primeira perfuração no ano que vem", afirmou Araujo, após participar de debate na Rio Oil & Gas, evento de negócios do setor.

Ainda é cedo para estimar potencial de produção, mas Araujo defendeu a exploração de gás não convencional (como o de xisto) mesmo com a possibilidade de ampliação da produção de gás com a exploração do pré-sal. Segundo ele, a tecnologia tem tornado o gás não convencional cada vez mais barato.

O executivo destacou também a importância da exploração de gás para a companhia. Segundo ele, a Shell caminha para ver sua produção de gás superar a de petróleo. Contudo, isso não significa deixar o petróleo de lado, por causa do gás. A Shell produz 60 mil barris de petróleo por dia. "Queremos gás e queremos óleo. Por isso, as rodadas são tão importantes. São importantes para o país, geram empregos, trazem benefícios e a cadeia de óleo e gás é uma engrenagem com muitas peças e você precisa de regularidade, inclusive para os fornecedores", disse Araujo.

(Com Agência Estado)

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados