Mais Lidas

  1. Pedro Corrêa faz relato contundente de envolvimento de Lula no petrolão

    Brasil

    Pedro Corrêa faz relato contundente de envolvimento de Lula no...

  2. Polícia pede a prisão de quatro suspeitos de estupro coletivo no Rio

    Brasil

    Polícia pede a prisão de quatro suspeitos de estupro coletivo no Rio

  3. Polícia tenta identificar bandidos que praticaram estupro coletivo em favela do Rio de Janeiro

    Brasil

    Polícia tenta identificar bandidos que praticaram estupro coletivo...

  4. OAB divulga nota em repúdio a estupro coletivo de jovem de 16 anos no Rio

    Brasil

    OAB divulga nota em repúdio a estupro coletivo de jovem de 16 anos...

  5. China cria ônibus que 'passa por cima' de engarrafamentos

    Economia

    China cria ônibus que 'passa por cima' de engarrafamentos

  6. Bolsa Família perdeu R$ 2,6 bilhões com fraudes

    Brasil

    Bolsa Família perdeu R$ 2,6 bilhões com fraudes

  7. PGR não tem mais dúvidas de que Lula comandou trama contra a Lava Jato

    Brasil

    PGR não tem mais dúvidas de que Lula comandou trama contra a Lava Jato

  8. Pimentel recebeu R$ 20 mi da Caoa, diz delator

    Brasil

    Pimentel recebeu R$ 20 mi da Caoa, diz delator

Receita: carga tributária de 2010 atinge 33,56% do PIB

Aumento em relação a 2009 foi de 0,42 ponto percentual

- Atualizado em

Imposto de Renda: a fome do leão
Em 2010, somente na carga tributária dos estados houve uma redução em relação a 2009(Getty Images/VEJA)

Segundo dados da Receita, os impostos que registraram a maior elevação em relação ao PIB foram: Cofins, IPI e IOF

A carga tributária subiu para 33,56% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2010, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pela Receita Federal. O crescimento foi de 0,42 ponto porcentual ante 2009, quando a carga tributária foi de 33,14% do PIB. A Receita informou que, para o cálculo da carga tributária, foi considerado um PIB de 3,674 trilhões de reais e uma arrecadação tributária bruta (União, Estados e municípios) de 1,233 trilhão de reais.

A Receita informou ainda que o PIB de 2010 teve um crescimento de 7,5% em relação a 2009, enquanto a arrecadação tributária, nos três níveis de governo, subiu 8,9% no ano passado em relação a 2009. O órgão revisou a carga tributária de 2009, que, na divulgação original, em setembro do ano passado, era de 33,58% do PIB.

Somente na carga tributária dos estados, em 2010, houve uma redução em relação a 2009. A carga dos estados caiu para 8,47% do PIB no ano passado ante 8,48% em 2009. A União foi responsável por uma carga tributária de 23,46% do PIB em 2010 ante 23,14% em 2009. Já os municípios elevaram a carga tributária de 1,52% do PIB em 2009 para 1,63% no ano passado.

Segundo dados da Receita, os impostos que registraram a maior elevação em relação ao PIB foram: Cofins (aumento de 0,14 p.p), IPI (aumento de 0,14 p.p) e Imposto sobre Operações Financeiras - IOF (aumento de 0,12 p.p). Por outro lado, o peso do ICMS na carga tributária caiu 0,04 ponto porcentual em relação a 2009. Também tiveram redução em relação ao PIB a carga tributária da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) e do Imposto de Renda.

A Receita informou que a variação expressiva do IOF está relacionada ao aumento da alíquota nas operações cambiais para frear a entrada de capitais de curto prazo. A maior arrecadação da Cofins e do IPI, informa a Receita, está "fortemente vinculada ao crescimento da economia brasileira".

(Com Agência Estado)

TAGs:
Carga Tributária
ICMS
Impostos
IOF
IPI
Receita Federal