Aposentadoria

Previdência vai pagar revisão do teto do INSS

O benefício vai valer para quem se aposentou entre 05 de abril de 1991 e 1° de janeiro de 2004 que tiveram aposentadoria reduzida ao teto previdenciário

Garibaldi Alves

Ministro da Previdência Garibaldi Alves aprovou liberação de benefício de aposentados (Sérgio Lima/Folhapress)

Decisão atinge 131 mil aposentados com benefícios que totalizam 1,6 bilhão de reais

O Ministério da Previdência Social informou que vai pagar a aposentados e pensionistas, a partir de agosto, a diferença do resultado da revisão do teto, conforme definiu o Supremo Tribunal Federal (STF). A revisão vale para os que se aposentaram entre 5 de abril de 1991 e 1º de janeiro de 2004. A decisão ocorreu porque, em 1998, o governo reajustou o teto da previdência, mas mão incorporou a diferença aos benefícios que já eram pagos.

O anúncio foi feito nesta terça-feira em entrevista concedida pelo ministro Garibaldi Alves Filho. O pagamento dos valores retroativos – que implicará em um desembolso de 1,693 bilhão de reais – atingirá 131.161 benefícios. O valor médio dos atrasados a serem pagos é de  11,5 mil reais. 

O benefício do mês de agosto, pago até o quinto dia útil de setembro, já será acrescido do reajuste. Na quarta-feira, haverá uma reunião entre os ministérios da Previdência, da Fazenda e a Advocacia-Geral da União para definir como serão quitados os atrasados dos últimos cinco anos. 

O impacto mensal na folha de pagamento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) será de 28 milhões de reais. A revisão se refere apenas aos benefícios que foram limitados ao teto no primeiro reajuste, conforme estabelece a constituição. 

O ministro Garibaldi Filho também anunciou que ele e o ministro Guido Mantega, da Fazenda, já assinaram o decreto que antecipa para agosto o pagamento da metade do 13º salário dos aposentados e pensionistas do INSS.

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados