Mais Lidas

  1. Morte no Everest: 'Você se importa se eu continuar?'

    Mundo

    Morte no Everest: 'Você se importa se eu continuar?'

  2. Janaina Paschoal: rotina de isolamento pós-impeachment

    Brasil

    Janaina Paschoal: rotina de isolamento pós-impeachment

  3. Bumlai diz que fez empréstimo fraudulento para PT por medo de invasão de terras

    Brasil

    Bumlai diz que fez empréstimo fraudulento para PT por medo de...

  4. Sônia Abrão pede desculpas por sair correndo do programa

    Entretenimento

    Sônia Abrão pede desculpas por sair correndo do programa

  5. Japão: Pais abandonam filho na floresta para castigá-lo e criança desaparece

    Mundo

    Japão: Pais abandonam filho na floresta para castigá-lo e criança...

  6. Após revelação de conversa em que critica a Lava Jato, ministro da Transparência pede demissão

    Brasil

    Após revelação de conversa em que critica a Lava Jato, ministro da...

  7. Estupro de jovem de 16 anos no Rio "está provado", diz delegada

    Brasil

    Estupro de jovem de 16 anos no Rio "está provado", diz delegada

  8. Lewandowski interferiu em processo para ajudar o PT e a presidente Dilma

    Brasil

    Lewandowski interferiu em processo para ajudar o PT e a presidente...

Petrobras reduz perdas, mas recua quase 5% e puxa baixa na Bovespa

Queda do petróleo e incertezas sobre a taxa de juros afetaram o ânimo dos investidores durante todo o dia

- Atualizado em

Pregão eletrônico da Bovespa em São Paulo
Pregão eletrônico da Bovespa em São Paulo(Reinaldo Canato/VEJA)

A Bovespa fechou em baixa nesta quarta-feira, influenciada pelas fortes perdas da Petrobras - que, por sua vez, tem sentido os efeitos da desvalorização do petróleo. O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, caiu 1,19%, para 37.605 pontos. O volume financeiro somava 4,7 bilhões de reais.

A forte aversão ao risco no ambiente financeiro global, em meio à queda do preço do petróleo para menos de 27 dólares o barril, tem afetado os mercados em todo o mundo.

As ações preferenciais (sem direito a voto) da Petrobras recuaram 4,94%, para 4,43 reais. Os papéis ordinários, por sua vez, caíram 3,58%, para 5,93 reais. Durante a sessão, as ações preferenciais da Petrobras chegaram a caior mais de 8%.

A incerteza sobre a taxa de juros também teve influência sobre o humor dos investidores. O Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, decide nesta quarta a nova taxa Selic, que atualmente é de 14,25%.

Leia mais:

Incerteza sobre juros faz dólar subir e fechar a R$ 4,10

Após fala de Tombini, decisão sobre juros nesta quarta virou grande incógnita

(Com Reuters)