Bancos

Lucro do Banco do Brasil sobe 29% em 2013, a R$ 15,75 bi

No quarto trimestre do ano passado, contudo, lucro da instituição financeira recuou 23,7%, para 3,025 bilhões de reais em comparação a 2012

Agência do Banco do Brasil em Brasília

Agência do Banco do Brasil em Brasília (Adriano Machado/Bloomberg/Getty Images/VEJA)

O Banco do Brasil informou nesta quinta-feira que registrou lucro líquido de 3,025 bilhões de reais no quarto trimestre de 2013, cifra 23,7% inferior à de igual intervalo de 2012, de 3,967 bilhões de reais. No conceito ajustado, o lucro no período ficou em 2,424 bilhões de reais, queda de 23,8% em um ano e de 7,1% ante o terceiro trimestre. No acumulado do ano de 2013, o lucro líquido do BB ficou em 15,758 bilhões de reais, aumento de 29,1% em relação a 2012.

O resultado da instituição no período é superior ao anunciado na semana passada pelo Itaú (15,696 bilhões de reais) e que era até aqui o maior para bancos brasileiros com capital aberto, de acordo com levantamento da consultoria Economatica. No conceito ajustado, porém, o lucro do BB foi de 10,353 bilhões de reais, recuo de 10,2% na mesma base de comparação.

Crédito - A carteira de crédito ampliada do banco, que inclui títulos privados e garantias prestadas, encerrou dezembro em 692,915 bilhões de reais, alta de 6,2% ante setembro e de 19,3% em um ano. Os destaques do período, conforme relatório da instituição que acompanha suas demonstrações financeiras, foram os empréstimos destinados às empresas, que registraram avanço em 12 meses de 19,5%, para 323,247 bilhões de reais, respondendo por 42,0% da carteira total da instituição. Ante setembro, a alta foi de 7,1%.

Já o crédito para pessoa física somou 168,069 bilhões de reais, alta de 10,6% em 12 meses e de 2,5% em relação a setembro, com participação de 26,9%. Ao final de 2013, o BB voltou a ampliar sua participação em crédito no sistema financeiro nacional, que passou de 20,7% em setembro para 21,1% em dezembro.

Os ativos do Banco do Brasil foram a 1,304 trilhão de reais ao final de dezembro último, montante 13,5% maior que o apresentado em um ano, de 1,149 trilhão de reais, favorecido pela expansão da carteira de crédito, conforme o banco.

O retorno sobre o patrimônio líquido anualizado (RSPL) no conceito ajustado do BB ficou em 14,2% ao final de dezembro ante 21,2% registrado em 12 meses. O banco também divulgou retorno de 18,0% no período de referência contra 27,0% em um ano.

O BB encerrou o quarto trimestre com patrimônio líquido médio de 72,225 bilhões de reais. A cifra é 17,4% superior ao mesmo período de 2012, de 61,499 bilhões de reais.

(Com Estadão Conteúdo)

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados