VEJA

Economia

29 de Outubro de 2013

Bancos

Itaú registra lucro de R$ 4 bilhões no terceiro trimestre

Resultado fica 17,88% acima dos 3,4 bilhões de reais registrados no mesmo período de 2012. Este é o maior resultado entre bancos no período

Banco Itaú na avenida Paulista em São Paulo

O Itaú é o maior banco privado do país (Eladio Machado)

O Itaú Unibanco registrou lucro líquido recorrente de 4,022 bilhões de reais no terceiro trimestre deste ano, 17,88% acima dos 3,4 bilhões de reais registrados no mesmo período do ano anterior. Em relação aos três meses anteriores, houve alta de 11,04%. O balanço foi divulgado nesta terça-feira pela instituição financeira – o maior banco privado do país.

Este é o maior resultado líquido da história da empresa no período, segundo a consultoria Economatica, e também o maior, até agora, de todos os bancos brasileiros em terceiros trimestres, lembrando que o Banco do Brasil ainda não divulgou seu balanço. 

O resultado superou a expectativa dos analistas consultados pela Reuters, que previam lucro líquido recorrente de 3,78 bilhões de reais. O lucro líquido contábil foi de 3,9 bilhões de reais no terceiro trimestre, ante 3,37 bilhões um ano antes. O resultado foi beneficiado pela queda na inadimplência. 

A taxa de inadimplência de operações vencidas há mais de 90 dias ficou em 3,9% no terceiro trimestre, um recuo ante os 4,2% do trimestre imediatamente anterior, e também em relação aos 5,1% do período de julho a setembro de 2012. Já as despesas com provisões para devedores duvidosos recuaram 7,6%, para 4,53 bilhões de reais, no período.

Leia mais: Lucro do Santander Brasil cai 6,7% no 3º trimestre  
​Bradesco registra lucro de R$ 3 bilhões no terceiro trimestre

O Retorno Sobre Patrimônio Líquido anualizado (ROE), medida de rentabilidade para bancos, foi de 20,8%, ante 17,5% no mesmo intervalo de 2012. A carteira de crédito (incluindo avais e fianças) encerrou o terceiro trimestre em 456,5 bilhões de reais, alta de 9,3% ante o mesmo trimestre do ano passado.

(Com agência Reuters)