Tarja para o tema crise do euro

Europa

Gregos sacam dinheiro e estocam comida antes de eleição

Com a proximidade do pleito, pesquisas de opinião estão suspensas, o que tem criado um 'vácuo de informação'

Voluntários distribuem comida nas ruas de Atenas, Grécia

Voluntários distribuem comida nas ruas de Atenas, Grécia (John Kolesidis/Reuters)

Os gregos estão sacando dinheiro e estocando alimentos antes da eleição no país neste domingo, que muitos temem que resulte na saída forçada da Grécia da zona do euro.

Representantes do setor bancário afirmaram que até 800 milhões de euros (1 bilhão de dólares) estão deixando os principais bancos do país diariamente. Enquanto isso, varejistas informaram que parte desse dinheiro está sendo usada para compra de massas e produtos enlatados, diante dos temores de retorno ao dracma causados por rumores de que um líder radical de esquerda pode vencer a eleição.

Leia também: PIB da Grécia tem queda de 6,5% no primeiro trimestre

As últimas pesquisas de opinião mostraram o partido conservador Nova Democracia, que apoia o pacote de resgate da Grécia de 130 bilhões de euros (160 bilhões de dólares) que está mantendo o país solvente, em disputa apertada com o partido de esquerda Syriza, que quer cancelar o acordo de resgate.

Com a proximidade do pleito, pesquisas de opinião estão suspensas, o que tem criado um 'vácuo de informação' enquanto representantes de partidos têm vazado "pesquisas secretas" contraditórias.

Ambos os partidos têm afirmado que querem manter a Grécia na zona do euro, mas o Syriza tem prometido cancelar o acordo de resgate assinado em março que impôs algumas das mais duras medidas de austeridade vistas na Europa em décadas.

A União Europeia (UE) e o Fundo Monetário Internacional alertaram que a Grécia, que tem dinheiro apenas para algumas semanas, precisa cumprir as condições do acordo de resgate sob o risco de ver os recursos serem cancelados.

(Com agência Reuters)

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados