Mais Lidas

  1. Turista alemão morre ao tentar tirar selfie em Machu Picchu

    Mundo

    Turista alemão morre ao tentar tirar selfie em Machu Picchu

  2. Membros do Estado Islâmico que fugiam de Fallujah são dizimados no Iraque

    Mundo

    Membros do Estado Islâmico que fugiam de Fallujah são dizimados no...

  3. PF descobre laços impróprios entre Toffoli e empreiteiro do petrolão

    Brasil

    PF descobre laços impróprios entre Toffoli e empreiteiro do petrolão

  4. Envenenamento causou morte de empresário investigado na Operação Turbulência

    Brasil

    Envenenamento causou morte de empresário investigado na Operação...

  5. Temer sanciona, com vetos, a Lei das Estatais

    Economia

    Temer sanciona, com vetos, a Lei das Estatais

  6. “Determinar final de operações PF”: diz bilhete encontrado na residência de João Santana e Mônica Moura

    Brasil

    “Determinar final de operações PF”: diz bilhete encontrado na...

  7. Em imagens, o vestido da discórdia em Wimbledon

    Esporte

    Em imagens, o vestido da discórdia em Wimbledon

  8. Advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF

    Brasil

    Advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF

Governo reduz para 2% a projeção do PIB para este ano

Planejamento manteve previsão para o IPCA, mas reduziu expectativa para a Selic em 2012 de 8% para 7,5% ao ano

- Atualizado em

Moedas de 1 Real
Nova previsão está 35 bilhões reais abaixo do valor divulgado no início do ano(Bruno Domingos/Reuters/VEJA)

O governo anunciou oficialmente nesta quinta-feira a redução da previsão de crescimento da economia neste ano de 3% para 2%, na revisão bimestral do Orçamento de 2012 divulgada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Com o anúncio, a pasta iguala sua aposta para o PIB de 2012 com a da Fazenda. Na semana passada, quando do anúncio do pacote de desoneração da folha de pagamento, o ministro Guido Mantega revelou que o ministério que dirige também reduziu a projeção na mesma magnitude.

Em relação à inflação, a estimativa para o IPCA foi mantida em 4,7%, enquanto a do IGP-DI, que é o indexador da dívida dos estados, passou de 6,19% para 8,17%. A expectativa para a taxa Selic no final do ano caiu de 8% para 7,5% - patamar em que já se encontra desde o final de agosto.

Para o câmbio, a estimativa passou de 1,93 real para 1,96 real no final de 2012. Para a massa salarial real, foi mantida projeção de crescimento de 12,51%. Também ficou estável a expectativa para o preço médio do barril de petróleo (113,87 dólares). A projeção para o PIB nominal recuou de 4,483 trilhões de reais para 4,474 trilhões de reais.

Leia também:

Receita arrecada 7,36% menos em julho

Governo desonera folha de 25 novos setores

Ex-secretário da Receita critica desonerações do governo

Arrecadação - O governo federal também voltou a reduzir a previsão para a arrecadação de tributos administrados pela Receita Federal, que deve ficar 11,79 bilhões de reais abaixo da estimativa feita há dois meses. Com isso, a previsão está 35 bilhões de reais menor que a do decreto de reprogramação orçamentária do início do ano.

As despesas não-administradas foram revistas para cima em 7,46 bilhões de reais no bimestre (agosto e setembro). A expectativa de arrecadação da Previdência cresceu 2,91 bilhões de reais em relação à previsão anterior. Já a projeção para transferências a estados e municípios recuou 1,72 bilhão de reais.

A estimativa de receita total caiu 1,35 bilhão de reais no bimestre, e está no patamar de 1,088 trilhão de reais. A projeção para receita líquida ficou 361,1 milhões de reais acima da estimada há dois meses, atingindo 914,417 bilhões de reais. O valor é o mesmo previsto para o aumento das despesas obrigatórias. Dessa forma, o ministério decidiu manter a projeção de gastos não-obrigatórios do último relatório orçamentário.

Outras fontes - A receita com dividendos deve ficar 2,5 bilhões de reais acima do estimado há dois meses. Com isso, a previsão já está 9,2 bilhões de reais acima do estimado no decreto de reprogramação orçamentária divulgado no início do ano. A previsão de arrecadação com royalties cresceu 3 bilhões de reais no bimestre e 6,7 bilhões de reais em relação a fevereiro. Segundo o ministério, o aumento nas projeções se deve à combinação de "câmbio e preço do barril no mercado internacional".

O governo conta ainda com mais 2 bilhões de reais de outras receitas que estão acima do previsto anteriormente nos dados até julho. Entre elas, taxa de utilização do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex) - aumento de 329,2 milhões de reais - e Receita de Distribuição de Conteúdos Audiovisuais por Prestadores de Serviço de Acesso Condicionado, aumento de 604,8 milhões de reais.

(com Agência Estado)

TAGs:
Arrecadação
PIB
Planejamento
Receita Federal
Ministério do Planejamento