Mais Lidas

  1. Sonia Abrão abandona programa após ouvir choro

    Entretenimento

    Sonia Abrão abandona programa após ouvir choro

  2. "Quando encontrar meu corpo, avise meu marido e minha filha"

    Mundo

    "Quando encontrar meu corpo, avise meu marido e minha filha"

  3. Veja fotos da casa onde adolescente foi estuprada no Rio

    Brasil

    Veja fotos da casa onde adolescente foi estuprada no Rio

  4. Para Lula, eleição de Dilma foi seu erro mais grave, revela novo áudio

    Brasil

    Para Lula, eleição de Dilma foi seu erro mais grave, revela novo áudio

  5. MP defende afastamento do delegado do caso de estupro coletivo no Rio de Janeiro

    Brasil

    MP defende afastamento do delegado do caso de estupro coletivo no...

  6. Paixão, obsessão e morte

    Entretenimento

    Paixão, obsessão e morte

  7. Comercial chinês de sabão é acusado de ser o mais racista da história

    Mundo

    Comercial chinês de sabão é acusado de ser o mais racista da história

  8. A selvageria continua: bandidos fazem ofensiva para difamar vítima de estupro coletivo

    Brasil

    A selvageria continua: bandidos fazem ofensiva para difamar vítima...

Emirates critica Airbus por rachaduras no superjumbo A380

Companhia aérea afirma que terá prejuízo de 90 milhões de dólares com a falha

- Atualizado em

A Emirates Airlines, maior operadora de superjumbo A380, criticou a Airbus e pretende buscar compensação junto à fabricante do avião após a descoberta de rachaduras nas asas do jato, noticiou o "Financial Times" nesta quinta-feira, em seu site.

A companhia aérea foi obrigada a manter em solo seus 21 superjumbos enquanto as rachaduras eram consertadas, diz a reportagem. O presidente da Emirates, Tim Clark, afirmou que a empresa deverá perder até US$ 90 milhões de receita até o final de março por conta das paralisações dos A380. A companhia aérea baseada em Dubai estaria buscando compensação por parte da Airbus, relata o jornal.

O diário afirma ainda que um porta-voz da Airbus se recusou a discutir a compensação e acrescentou: "Estamos pagando o custo dos reparos. Os detalhes são confidenciais".

(com Agência Estado)