Carros novos ainda podem ser financiados sem entrada

Condição pode ser encontrada em algumas instituições até este final de semana

- Atualizado em

Concessionária de veículos
Crédito para aquisição de veículos ficará mais difícil após mudanças realizadas pelo Banco Central(Germano Luders/VEJA)

Bancos diretamente ligados às montadoras e pelo menos uma financeira decidiram manter, até este fim de semana, planos de financiamento em até 60 meses sem entrada para a compra de carros novos. Pelas novas regras do Banco Central em vigor desde segunda-feira, esse tipo de crediário deveria ser feito com 40% de entrada do valor do bem. Já os planos de 72 meses foram extintos.

Grandes instituições como Itaú, BV, Santander e Finasa aumentaram os juros médios de 1,37% para 1,80% ao mês na compra em cinco anos sem entrada. A taxa mais baixa vale para quem der entrada de 20% a 40%, dependendo do prazo do contrato. Já os bancos Volkswagen, GM e Panamericano operam até amanhã com condições similares às da semana passada, antes do pacote de aperto ao crédito.

O mercado, por enquanto, não registrou impacto nas vendas, mas sim uma possível antecipação de compras. Nos sete dias úteis de dezembro, até quinta-feira, foram licenciados 108 886 automóveis e comerciais leves, ante 100 324 em igual período de novembro, que fechou com vendas totais de 311,4 mil unidades nesse segmento, o segundo melhor resultado da história.

(com Agência Estado)

TAGs:
Juros
Financiamento
Carro