Mais Lidas

  1. Andréa de Nóbrega deixa Carlos Alberto e 'A Praça É Nossa'

    Entretenimento

    Andréa de Nóbrega deixa Carlos Alberto e 'A Praça É Nossa'

  2. Patricia Abravanel bate na África e apanha nas redes

    Entretenimento

    Patricia Abravanel bate na África e apanha nas redes

  3. Ciro defende 'sequestrar' Lula em caso de pedido de prisão

    Brasil

    Ciro defende 'sequestrar' Lula em caso de pedido de prisão

  4. Ministério da Cultura fazia fiscalização 'pífia', diz MP sobre grupo que desviou R$ 180 mi

    Brasil

    Ministério da Cultura fazia fiscalização 'pífia', diz MP sobre...

  5. PF faz operação contra fraudes na Lei Rouanet

    Brasil

    PF faz operação contra fraudes na Lei Rouanet

  6. Impeachment pode marcar nova onda de valorização do real

    Economia

    Impeachment pode marcar nova onda de valorização do real

  7. ‘Game of Thrones’: por que saber a origem de Jon Snow é importante

    Entretenimento

    ‘Game of Thrones’: por que saber a origem de Jon Snow é importante

  8. Merkel diz que Reino Unido não poderá manter acesso ao mercado comum

    Mundo

    Merkel diz que Reino Unido não poderá manter acesso ao mercado comum

Banda larga móvel dobra em 2011

Acessos saltam de 20,6 milhões em 2010 para 41,1 milhões no ano passado; a projeção para 2012 é de 73 milhões de pontos

- Atualizado em

Desoneração ocorrerá por meio da inclusão do modem 3G na Lei do Bem
Banda larga móvel deve somar 124 milhões de acessos em 2014(Marcelo Kura/VEJA)

Os serviços de banda larga móvel praticamente dobraram no país, saltando de 20,6 milhões de acessos em 2010 para 41,1 milhões no ano passado, segundo dados divulgados nesta terça-feira pela chinesa Huawei - empresa de soluções de redes para telecomunicações - em parceria com a consultoria Teleco. Para 2012, a projeção das companhias é que os acessos móveis de banda larga atinjam 73 milhões de pontos, número que deverá avançar para 124 milhões em 2014.

Em 2011, o serviço de banda larga móvel já estava disponível para 84% da população brasileira, o que não significa que esta fatia possuía o acesso, destaca o estudo. Em cobertura, o levantamento mostra que 48,6% dos municípios eram atendidos em 2011, ante 23,4% no ano imediatamente anterior.

O levantamento informa que, no Brasil, a receita bruta das operadoras de telecomunicações com dados representou 20,9% dos serviços prestados no ano passado. Em razão do crescimento das vendas de smartphones prevista para 2012, essa fatia deve avançar ainda mais, preveem as consultorias. Como comparação, no Japão e nos Estados Unidos, a receita das empresas com serviços de dados representam, respectivamente, 50% e 40%.

Banda larga fixa - Já a banda larga fixa apresentou crescimento de 19,6% em 2011, com 16,5 milhões de acessos, contra 13,8 milhões registrados no ano imediatamente anterior. As projeções da Teleco mostram que o Brasil deve atingir a marca de 20 milhões de acessos em 2012, chegando a 30 milhões até o ano da Copa do Mundo.

O estudo também mostra um expressivo avanço na cobertura da banda larga fixa. Em 2010, 81,1% dos municípios brasileiros eram atendidos pelo serviço, porcentual que passou a 99,8% dos municípios no ano passado.

(com Agência Estado)

TAGs:
Telecomunicações