Mais Lidas

  1. Justiça bloqueia bens do senador Lindbergh Farias

    Brasil

    Justiça bloqueia bens do senador Lindbergh Farias

  2. Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

    Brasil

    Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

  3. STF barra crédito extra de 100 milhões de reais para publicidade do governo

    Brasil

    STF barra crédito extra de 100 milhões de reais para publicidade do...

  4. 1º de Maio: Dilma oficializa reajuste de 9% no Bolsa Família

    Brasil

    1º de Maio: Dilma oficializa reajuste de 9% no Bolsa Família

  5. Família real britânica divulga fotos da princesa Charlotte

    Mundo

    Família real britânica divulga fotos da princesa Charlotte

  6. Marta Suplicy é vaiada em discurso em São Paulo. De novo

    Brasil

    Marta Suplicy é vaiada em discurso em São Paulo. De novo

  7. Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

    Brasil

    Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

  8. Cunha chama reajuste no Bolsa Família de irresponsabilidade fiscal

    Brasil

    Cunha chama reajuste no Bolsa Família de irresponsabilidade fiscal

Cientistas descobrem como acabar com o vício da cocaína

Molécula no cérebro é responsável por regular a sensação de prazer

- Atualizado em

Drogas cocaína
(Comstock/VEJA)

As drogas "sequestram" o sistema de recompensa do cérebro e por isso são viciantes

Pesquisadores da Universidade de Linköping, na Suécia, afirmam ter encontrado a molécula no cérebro que regula a sensação de prazer proporcionada pela cocaína - responsável por levar os usuários à dependência mesmo depois de muito tempo de abstinência. Agora, eles acreditam ser possível acabar com o vício, segundo estudo foi publicado no periódico Journal of Neuroscience. Segundo os especialistas, as drogas "sequestram" o sistema de recompensa do cérebro e, por isso, são viciantes. Esse sistema é o responsável por proporcionar prazer quando indivíduos comem ou fazem sexo, por exemplo. Esse "sequestro" dura muito tempo e muitas vezes leva ao abuso, especialmente quando o indivíduo está exposto a estímulos externos associados às drogas. A pesquisa mostrou que camundongos treinados para ingerir cocaína e que têm falta de receptores da substância glutamato no cérebro, diminuem suas chances de voltar a consumir a droga. Agora, os cientistas esperam que outros estudos sobre os mecanismos que causam o vício da droga possam levar à formação de tratamentos baseados no que acontece na mente de um viciado.
TAGs:
Cocaína