Tarja Rock in Rio

Crítica

Os melhores do Rock in Rio IV

Para o crítico de VEJA, Sergio Martins, ninguém se comparou a ‘sir’ Elton John na primeira rodada de shows do festival

Sergio Martins

Amainada a fúria dos roqueiros puristas, desgostosos com a escalação do axé para o festival, e passada a raiva de quem amargou horas de trânsito e espera para ver seu artista favorito, o Rock in Rio foi um sucesso.  Sem vaias, evento teve o mérito de unir 100 mil pessoas por noite, entre metaleiros, fãs de axé music, a turma do pop romântico e os que gostam de alguma experimentação. Shows mostraram nova cara do pop nacional.

Leia também: Os piores do Rock in Rio IV

Enquete: dê a sua opinião sobre os melhores e os piores do Rock in Rio IV

 

Os melhores momentos do Rock in Rio, por Sergio Martins

Para o crítico de VEJA, ninguém se comparou a ‘sir’ Elton John na 1ª rodada de shows do festival

1 de 14

Mondo Cane & Sinfônica de Heliópolis

Mike Patton, líder do Faith No More, à frente do projeto Mondo Cane

Mike Patton é um dos artistas mais inquietos do mundo do rock. Nesse projeto, ele interpreta música pop italiana. O repertório foi impecável (tinha até Dio Come ti Amo, sucesso da cantora Gigliola Cinquetti) e houve uma interação bonita entre Patton e os meninos da Sinfônica de Heliópolis.

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados