A morte de Chorão

Música

Muita gente ajudava Chorão a ter droga, diz ex-mulher à TV

Em entrevista ao ‘Fantástico’, da Globo, Graziela Gonçalves diz que relação pesada do cantor com a cocaína começou um ano e meio atrás e que conhecidos próximos colaboravam para alimentar o vício

  • Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr., durante entrevista de divulgação de seu filme 'O Magnata', no Hotel Unique, em São Paulo

    Almeida Rocha/Folhapress

  • Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr, dentro de estúdio de gravação

    Divulgação

  • Cantor Chorão com a estilista Graziela Gonçalves, durante festa de aniversário do apresentador Marcos Mion, em 2007

    João Sal/Folhapress

  • Chorão, vocalista do grupo Charlie Brown Jr., em foto de 2005

    Roberto Setton

  • Chorão, vocalista do grupo Charlie Brown Jr., em foto de 2005

    Roberto Setton

  • Chorão, vocalista do conjunto Charlie Brown Jr. durante show no Rio Grande do Sul (2012)

    Eduardo Biermann

  • Chorão, vocalista do conjunto Charlie Brown Jr. durante show no Rio Grande do Sul (2012)

    Eduardo Biermann

  • Chorão, vocalista do conjunto Charlie Brown Jr. durante show no Rio Grande do Sul (2012)

    Eduardo Biermann

  • Chorão, vocalista do conjunto Charlie Brown Jr. durante show em Santa Catarina (2012)

    Eduardo Biermann

  • Chorão, vocalista do conjunto Charlie Brown Jr. durante show em Santa Catarina (2012)

    Eduardo Biermann

  • Chorão, vocalista do conjunto Charlie Brown Jr. durante show em Santa Catarina (2012)

    Eduardo Biermann

  • Chorão e a banda Charlie Brown Jr. com o prêmio de melhor Música, no 14º Prêmio Multishow de Música Brasileira 2007, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro

    Leo Dresch/Divulgação

  • Carlinhos Brown e Chorão durante a gravação do programa 'Altas Horas', da Rede Globo, em comemoração ao aniversário de 59 anos do apresentador Serginho Groisman, em 2009

    Silvia Gosztonyi

  • Chorão, vocalista do conjunto Charlie Brown Jr. (2005)

    Roberto Setton

  • Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr. no festival Planeta Atlântida 2010, na Praia de Atlântida, no Litoral Norte do RS

    Fernanda Davaglio

  • Heitor Gomes (baixo), Thiago Castanho (guitarra), Chorão (vocal) e Pinguim (beatbox) da banda Charlie Brown Jr., em 2005

    Divulgação

  • Chorão anda de skate durante apresentação do Charlie Brown Jr. em Teresina, em 2004

    Benonias Cardoso/Folhapress

  • Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr., se apresenta na terceira noite do Festival de Verão de Salvador, em 2010

    Thiago Teixeira/AE

  • Chorão durante show da banda Charlie Brown Jr, em 2011

    Heitor Feitosa

  • O atacante Robinho com Chorão da banda de rock Charlie Brown Jr, na Vila Belmiro. O músico era fanático pelo Santos

    Mario Angelo

  • Chorão, do Charlie Brown Jr., cantando no show Acústico MTV Charlie Brown Jr., em 2003

    Divulgação

  • Champignon (baixo), Renato Pelado (bateria), Chorão (vocal), Marcão (guitarra) e Thiago Castanho (guitarra), a formação original do Charlie Brown Jr., em 2001

    Divulgação

  • Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr., no Rio de Janeiro (2000)

    Leonardo Aversa/Agência O Globo

Foto 0 / 23

Ampliar Fotos

Alexandre Magno Abrão, o Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr. encontrado morto em São Paulo na madrugada do último dia 6, vinha consumindo cocaína de forma pesada há cerca de um ano e meio, e com a ajuda de pessoas próximas. As informações foram dadas pela ex-mulher do cantor, a estilista Graziela Gonçalves, em entrevista ao Fantástico, da Globo. “Ele tinha as corridas dele, ligava para fulano de tal, gente que eu nem fazia ideia, e conseguia”, disse. Ouvida pela Globo, a diretora do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), Elizebete Sato, disse que a polícia tem interesse em conhecer o fornecedor de Chorão.

LEIA TAMBÉM: Ex-mulher culpa drogas pela morte de Chorão
'Vou te amar para sempre', diz ex-mulher de Chorão

Reprodução

A estilista Graziela Gonçalves, ex-mulher de Chorão, em entrevista ao 'Fantástico', da Globo

A estilista Graziela Gonçalves, ex-mulher de Chorão, em entrevista ao 'Fantástico', da Globo



Graziela, que estava separada de Chorão há quatro meses por não suportar a situação, também contou que tentou internar compulsoriamente o marido, no que seria a sua segunda passagem por uma clínica -- ele chegou a se tratar por dois meses, mas depois voltou a se drogar. Mas o hotel em que ele estava hospedado, na ocasião, a impediu de levá-lo para a clínica. “Eu disse, ‘Querido, você não sabe do que está falando’. As pessoas o protegiam porque achavam que era eu que estava exagerando”, ela contou. “Essa droga, ela tem uma capacidade... Parece que a pessoa está possuída. O corpo é o mesmo, mas parece que tem outro ser ali. As reações são outras, o jeito é outro, o olhar é outro. É ruim.”

LEIA TAMBÉM: Lágrimas e aplausos marcam enterro de Chorão

Segundo Graziela, Chorão consumia cocaína, álcool e remédios contra a ansiedade, “para rebater”. Não cheirava diariamente, dava intervalos de dois ou três dias, mas nunca parava. “É claro que o organismo não ia aguentar”, diz. “Às vezes, eu tinha de pegar pesado, eu falava ‘Alexandre, não vou aguentar isso’, porque é muito difícil você ter uma convivência... No final (do casamento), ele usava dentro de casa, no meu pensamento eu preferia ele em casa do que longe, mas a partir de um determinado momento ele passou a sair para usar, para eu não ver e não brigar com ele.”

INVESTIGAÇÃO: Delegado fala em ‘surto psicótico’

Graziela soube da morte do músico por sua mãe e por sua irmã, que foram pessoalmente dar a notícia no apartamento que a estilista e o cantor compraram depois de se casar, há dezesseis anos. “Eu sinto que falhei. Eu me pergunto, por que eu não lutei no dia seguinte? Mas eu sou um ser humano, também”, desabafou Grazon, como a chamava Chorão. “Achei que teria outra chance, mas não tive.”

INVESTIGAÇÃO 2: Vizinho ouviu batidas na parede

Na última quinta-feira, Graziela Gonçalves publicou um texto no site oficial da banda Charlie Brown Jr. em que dizia amar Chorão. "Meu pensamento se volta para Deus", escreveu Graziela, que também disse, na nota, ter sido um privilégio "viver um grande amor e dividir minha vida por quase 20 anos" com Chorão. "Quantas histórias, quantas conquistas, quanta luta!! Quanto amor, em toque e calor, verso e prosa, que você me deu!"

Reprodução

A estilista Graziela Gonçalves, ex-mulher de Chorão, em entrevista ao 'Fantástico', da Globo

A estilista Graziela Gonçalves, ex-mulher de Chorão, em entrevista ao 'Fantástico', da Globo

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados