Cinema

Gérard Depardieu é cotado para viver Dominique Strauss-Kahn em filme

Ator francês poderá contracenar com Isabelle Adjani, apontada como intérprete de Anne Sinclair, mulher do ex-diretor-gerente do FMI

O ator francês Gerard Depardieu é cotado para viver Dominique Strauss-Kahn no cinema

O ator francês Gerard Depardieu é cotado para viver Dominique Strauss-Kahn no cinema (AFP/VEJA)

O ator francês Gérard Depardieu é o principal nome cotado para viver o ex-diretor-gerente do FMI no filme do diretor Abel Ferrara. O longa irá retratar o escândalo sexual que envolveu Strauss-Kahn e a camareira de um hotel de luxo em Nova York em maio deste ano. A funcionária o acusou de abuso sexual. O executivo foi condenado à prisão domicilar e o escândalo culminou na renúncia de Strauss-Kahn ao cargo.  

De acordo com reportagem publicada no jornal americano NY Daily News, Depardieu irá contracenar com Isabelle Adjani, apontada como intérprete de Anne Sinclair, mulher do ex-diretor-gerente do FMI. A ideia do longa-metragem é falar sobre políticos que se tornam vítimas de vícios durante o exercício do poder. O escândalo sexual será usado como fio condutor para essa abordagem.

Questionado pelo jornal francês Le Journal du Dimanche sobre a possibilidade de interpretar Strauss-Kahn, Depardieu respondeu: "Eu sou muito bom em interpretar personagens que não me agradam ou que se parecem quase nada comigo."

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados