Entrevista

Tirulipa, filho de Tiririca, promete 'revolucionar' a política

Cantor da música "Jurubira", o humorista Everson Silva se filiou ao PSB para concorrer a uma vaga na Assembleia Municipal de Fortaleza

Luciana Marques
Os palhaços Tirulipa e Tiririca: filho segue os caminhos do pai também na política

Os palhaços Tirulipa e Tiririca: filho segue os caminhos do pai também na política (Divulgação/VEJA)

Everson Silva, filho do deputado federal Tiririca (PR-SP), pode ser o mais novo humorista a integrar os quadros da política brasileira. Aos 26 anos, o chamado palhaço Tirulipa filiou-se ao PSB e será candidato a vereador em Fortaleza nas eleições de 2012. Para quem não lembra, Tirulipa é o cantor da música “Jurubira”, comparada à canção “Florentina”, que fez sucesso na voz de seu pai. Diz o refrão: “Ai Jurubira como é grande a emoção, toda vez que eu te vejo faz tum-tum meu coração”.

O deputado federal Domingos Neto (PSB-CE), amigo de Tirulipa, foi quem o convenceu a se candidatar. “Acho que ele tem plenas condições de ser um dos vereadores mais votados de Fortaleza, com a publicidade que tem do pai e dele próprio”, acredita Neto. Everson Silva concedeu uma entrevista ao site de VEJA durante o intervalo da gravação do programa "Show do Tom", da TV Record. O palhaço disse que levará o humor “a sério” e que pretende “revolucionar” a política.

Caso o senhor seja eleito, quais projetos pretende apresentar? Vou brigar pela cultura. Tenho o circo do Tirulipa e faço trabalhos culturais e sociais há três anos em Fortaleza. Estou aí para brigar, sou de família circense, nasci e fui criado dentro de uma barraca de circo. Estou entrando nessa briga para revolucionar. 

Acha que será um fenômeno de votos, como seu pai? Não estou pensando nesse sentido, quero poder brigar pela cultura e pelo humor. Quero levar o humor a sério, no bom sentido, entreter as crianças com teatro, com dança. Quero levar a juventude para um caminho legal. Mas vou começar devagarinho.

O que o Tiririca achou da sua decisão? Meu pai falou: “A decisão é sua, você faz o que achar melhor. Quero deixá-lo à vontade para escolher o que achar melhor. Se você quer, beleza, estou aqui e boa sorte. Vou te apoiar independentemente do partido que você escolheu. Vá em frente”.

Por que decidiu se filiar ao PSB, que é oposição do PR, legenda de seu pai, no Ceará? Me identifiquei muito com o partido, com o trabalho do governador Cid Gomes. Recebi proposta de outros partidos, como o PR, mas me identifiquei mais com o PSB.

O Tiririca já lhe passou alguma dica de como se portar como político? Não conversei com ele ainda, porque foi tudo muito rápido. A gente esperou até a última hora para se filiar, porque era para ser uma surpresa.

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados