Trânsito

Thor Batista faz prova de reciclagem no Detran-RJ

Apesar de ter conseguido a pontuação necessária no exame, o filho de Eike não pode reaver a sua habilitação. Após ser indiciado por homicídio culposo, o jovem teve a sua carteira suspensa por um ano

Thor Batista, filho de Eike Batista e Luma de Oliveira, passa na prova de reciclagem do Detran

Thor Batista, filho de Eike Batista e Luma de Oliveira, passa na prova de reciclagem do Detran (Alex Palarea / Agnews/VEJA)

Thor Batista foi, nesta segunda-feira, ao posto do Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran), no bairro da Gávea, na zona sul do Rio, fazer uma prova de reciclagem. Após ter a sua carteira de habilitação suspensa, o filho de Eike Batista se matriculou no curso para tentar reaver a autorização para dirigir. Thor fez a prova em cerca de 10 minutos. Das 30 questões, acertou 25. Esse número indica que ele alcançou os 70% obrigatórios para passar no exame.

Apesar de ter tido êxito na prova e de ter assistido às 30 horas de aula de reciclagem, Thor ainda não pode tirar nova habilitação porque sua carteira está suspensa por um ano. Os advogados do filho de Eike recorrem da decisão da Justiça.

No dia 16 de maio, o Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou Thor à Justiça por homicídio culposo. Na ocasião, o promotor Marcus Edoardo de Sá Earp Siqueira solicitou também, por meio de medida cautelar, a suspensão imediata de sua carteira de habilitação. A suspensão foi requerida com base nas informações prestadas pelo Detran. O órgão registra 11 infrações de trânsito na habilitação do empresário, sendo nove delas por excesso de velocidade. No dia seguinte, a Justiça aceitou a denúncia do MP.

No dia 17 de março deste ano, Thor atropelou Wanderson Pereira dos Santos, que trafegava em sua bicicleta, por volta das 19 horas, na altura do Km 101 da Rodovia Washington Luís. Segundo o laudo da perícia, dirigia a 135 km/h no momento do impacto, enquanto a velocidade máxima permitida no trecho é de 110 Km/h. A vítima foi arremessada a uma distância de aproximadamente 65 metros. Testemunhas afirmaram que Thor ultrapassou um ônibus da empresa Única Fácil, da linha Petrópolis-Nova Iguaçu, pela faixa da direita e, em seguida, momentos antes de atingir a vítima, repetido a manobra irregular ao ultrapassar outro carro,

No começo de maio, Thor foi parado em uma blitz na Barra da Tijuca com a sua Ferrari sem a placa dianteira. O automóvel foi apreendido. O jovem perdeu sete pontos na carteira e foi multado em 191,54 reais.

LEIA TAMBÉM:

Filho de Eike Batista se envolve em acidente com morte no RJ

O depoimento de Thor

Thor Batista é indiciado por homicídio culposo

Ferrari de Thor Batista é apreendida em blitz no Rio

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados