Mais Lidas

  1. Polícia tenta identificar bandidos que praticaram estupro coletivo em favela do Rio de Janeiro

    Brasil

    Polícia tenta identificar bandidos que praticaram estupro coletivo...

  2. China cria ônibus que 'passa por cima' de engarrafamentos

    Economia

    China cria ônibus que 'passa por cima' de engarrafamentos

  3. STF dá prazo de cinco dias para Temer se explicar sobre reforma administrativa

    Brasil

    STF dá prazo de cinco dias para Temer se explicar sobre reforma...

  4. Família de Johnny Depp 'odiava' Amber Heard

    Entretenimento

    Família de Johnny Depp 'odiava' Amber Heard

  5. Ex-ator mirim sobre pedofilia em Hollywood: ‘Fui molestado por várias pessoas’

    Entretenimento

    Ex-ator mirim sobre pedofilia em Hollywood: ‘Fui molestado por...

  6. Temer e os áudios: por que a Lava Jato preocupa também o governo interino

    Brasil

    Temer e os áudios: por que a Lava Jato preocupa também o governo...

  7. Relembre famosos que foram ameaçados por fãs

    Entretenimento

    Relembre famosos que foram ameaçados por fãs

  8. Em gravação, Renan orienta defesa de Delcídio sobre processo no Senado

    Brasil

    Em gravação, Renan orienta defesa de Delcídio sobre processo no Senado

Sítio de Lula tem cobertura de celular privilegiada, apontam vizinhos

Torre da Oi foi instalada a menos de 150 metros do local, fugindo aos padrões de instalação de antenas na região, segundo jornal

- Atualizado em

Segundo Léo Pinheiro, Lula pediu a ele que cuidasse da reforma do “seu” sítio em Atibaia. A propriedade está registrada em nome de um sócio de Fábio Luís da Silva, filho do ex-presidente
Sítio Santa Bárbara, em Atibaia, frequentado por Lula e alvo de inquérito especial da PF (Jefferson Coppola/VEJA)

A menos de 150 metros do sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), uma antena da operadora de telefonia móvel Oi livra a família Lula da Silva dos problemas de sinal tão comuns em regiões afastadas dos centros urbanos. Segundo reportagem desta segunda-feira do jornal Valor Econômico, os moradores da região se referem à torre como "antena do Lula".

Segundo moradores entrevistados pelo jornal, a torre foi instalada com o intuito de facilitar a comunicação de Lula com seus familiares quando se hospedava no sítio Santa Bárbara. A instalação foi feita praticamente ao mesmo tempo da reforma realizada pelas empreiteiras OAS e Odebrecht. Os demais moradores da área rural de Atibaia relatam que não possuem sinal de nenhuma das principais operadoras de telefonia, mas a medida que se aproximam da "torre do Lula" é possível realizar chamadas e trocar mensagens através da operadora Oi.

LEIA TAMBÉM:

Transportadora entregou 37 caixas de bebida no sítio da família Lula

Planalto e PT esperam explicação de Lula sobre sítio em Atibaia

De acordo com dados públicos do Sistema de Serviços Nacional de Telecomunicações (Anatel), a torre da Oi foi cadastrada no órgão regulador em 13 de setembro de 2011, no período em que a Andrade Gutierrez ainda compunha o bloco controlador da operadora. O caso foi inicialmente revelado pelo site O Antagonista.

A Oi possui dezenove antenas na cidade de Atibaia, assim como a TIM. Já a Telefonica conta com 27 antenas para atender o município. Todas as antenas acompanham o traçado das rodovias que dão acesso à cidade - Fernão Dias e Dom Pedro I - e se concentram onde há maior densidade demográfica, ou seja, na região urbana. A exceção se dá somente na Estação Rádio Base (EBR) da Oi, a "antena do Lula". Essa é a única torre que aparece isolada. O equipamento está situado ao lado de uma casa habitada por uma família de oito pessoas que vigiam a torre em troca de moradia.

A operadora Oi teve um grupo controlador essencialmente nacional até 2010, quando a Portugal Telecom comprou 23% das participações do negócio, investindo mais de 8 bilhões de reais. Em 2005, a concessionária fez um aporte no valor de 5,2 milhões de reais na empresa de jogos eletrônicos Gamecorp S.A., de Luis Cláudio Lula da Silva, o Lulinha, segundo dados da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp).

(Da redação)

TAGs:
Lula