Mais Lidas

  1. Sonia Abrão abandona programa após ouvir choro

    Entretenimento

    Sonia Abrão abandona programa após ouvir choro

  2. Para Lula, eleição de Dilma foi seu erro mais grave, revela novo áudio

    Brasil

    Para Lula, eleição de Dilma foi seu erro mais grave, revela novo áudio

  3. Veja fotos da casa onde adolescente foi estuprada no Rio

    Brasil

    Veja fotos da casa onde adolescente foi estuprada no Rio

  4. Alvo de investigação, sobrinho de Lula é processado por calotes em série

    Brasil

    Alvo de investigação, sobrinho de Lula é processado por calotes em...

  5. Paixão, obsessão e morte

    Entretenimento

    Paixão, obsessão e morte

  6. Comercial chinês de sabão é acusado de ser o mais racista da história

    Mundo

    Comercial chinês de sabão é acusado de ser o mais racista da história

  7. A selvageria continua: bandidos fazem ofensiva para difamar vítima de estupro coletivo

    Brasil

    A selvageria continua: bandidos fazem ofensiva para difamar vítima...

  8. Marido toma gosto e posta nova foto sensual de Luana Piovani

    Entretenimento

    Marido toma gosto e posta nova foto sensual de Luana Piovani

As contas bancárias dos integrantes do clube do bilhão

Banco Central informou à Justiça que reteve quase 50 milhões de reais dos investigados pela PF. Mas em alguns casos, as contas já estavam zeradas

Por: Laryssa Borges, de Brasília - Atualizado em

O Banco Central e instituições financeiras informaram à Justiça Federal nesta quinta-feira que foram bloqueados 49,912 milhões de reais de empresários, lobistas, donos de empreiteiras e companhias suspeitas de integrar um megaesquema de lavagem de dinheiro na Petrobras. Os dados são parciais porque, de acordo com a Justiça Federal do Paraná, ainda podem ser mapeados fundos de investimentos dos suspeitos. Desde quarta-feira, a Justiça Federal no Paraná tem recebido informações de instituições bancárias sobre a quantidade de ativos dos suspeitos e somado os valores bloqueados. Segundo esclarecimentos do gabinete do juiz Sergio Moro, os bloqueios só podem atingir até 20 milhões de reais de cada uma das contas bancárias - e não de cada investigado. Em alguns casos, porém, os bancos informaram à Justiça que as contas já estavam zeradas quando a ordem judicional foi recebida. Durante as investigações a Polícia Federal e o Ministério Público Federal pediram, sem sucesso, que fossem bloqueados pelo menos 10% dos valores dos contratos das empreiteiras investigadas na sétima fase da Lava Jato, conhecida como Juízo Final.

As contas do clube do bilhão no Brasil
As contas do clube do bilhão no Brasil(VEJA/VEJA)
TAGs:
Operação Lava Jato
José Dirceu
Banco Central
Petrobras
Justiça