Mais Lidas

  1. O PT assaltou até funcionários públicos endividados

    Brasil

    O PT assaltou até funcionários públicos endividados

  2. Gospel Ana Paula Valadão é criticada por foto no velório da avó

    Entretenimento

    Gospel Ana Paula Valadão é criticada por foto no velório da avó

  3. Derrota no 'Power Couple' faz Simony perder a linha

    Entretenimento

    Derrota no 'Power Couple' faz Simony perder a linha

  4. Entenda a diferença entre Inglaterra, Grã-Bretanha e Reino Unido

    Mundo

    Entenda a diferença entre Inglaterra, Grã-Bretanha e Reino Unido

  5. Pronto, os ingleses falaram. E falaram grosso

    Mundo

    Pronto, os ingleses falaram. E falaram grosso

  6. Laura Keller provoca Simony, a 'surtada', pelo Instagram

    Entretenimento

    Laura Keller provoca Simony, a 'surtada', pelo Instagram

  7. Zezé Di Camargo alfineta Wesley Safadão: 'Emergente'

    Entretenimento

    Zezé Di Camargo alfineta Wesley Safadão: 'Emergente'

  8. Delator de Paulo Bernardo intermediou negócio milionário após viagem oficial com Lula à África

    Brasil

    Delator de Paulo Bernardo intermediou negócio milionário após...

As contas bancárias dos integrantes do clube do bilhão

Banco Central informou à Justiça que reteve quase 50 milhões de reais dos investigados pela PF. Mas em alguns casos, as contas já estavam zeradas

Por: Laryssa Borges, de Brasília - Atualizado em

O Banco Central e instituições financeiras informaram à Justiça Federal nesta quinta-feira que foram bloqueados 49,912 milhões de reais de empresários, lobistas, donos de empreiteiras e companhias suspeitas de integrar um megaesquema de lavagem de dinheiro na Petrobras. Os dados são parciais porque, de acordo com a Justiça Federal do Paraná, ainda podem ser mapeados fundos de investimentos dos suspeitos. Desde quarta-feira, a Justiça Federal no Paraná tem recebido informações de instituições bancárias sobre a quantidade de ativos dos suspeitos e somado os valores bloqueados. Segundo esclarecimentos do gabinete do juiz Sergio Moro, os bloqueios só podem atingir até 20 milhões de reais de cada uma das contas bancárias - e não de cada investigado. Em alguns casos, porém, os bancos informaram à Justiça que as contas já estavam zeradas quando a ordem judicional foi recebida. Durante as investigações a Polícia Federal e o Ministério Público Federal pediram, sem sucesso, que fossem bloqueados pelo menos 10% dos valores dos contratos das empreiteiras investigadas na sétima fase da Lava Jato, conhecida como Juízo Final.

As contas do clube do bilhão no Brasil
As contas do clube do bilhão no Brasil(VEJA/VEJA)
TAGs:
Operação Lava Jato
José Dirceu
Banco Central
Petrobras
Justiça